Citadini abre guerra contra empresários de jogadores, que contra-atacam

setembro 16, 2014

TRIBUNAL DE CONTAS

Provável candidato a presidente do Corinthians pelo grupo de oposição, Roque Citadini, em reuniões com associados, tem deixado bem claro que sua provável gestão acabará com a vida fácil dos empresários de jogadores no Parque São Jorge.

O dirigente diz que o clube não mais negociará com intermediários.

Todos, sem exceção.

Acrescenta, ainda, que nas categorias de base, jogadores que não forem 100% do Corinthians serão dispensados, e que o clube somente aceitará novos atletas nas condições especificadas.

As declarações de Citadini soaram como uma bomba nos departamentos de futebol do Timão –  profissional e de base – que funcionam, há anos, no sistema do “toma-lá-dá-cá.”.

Empresários, desesperados, com a ajuda de diretores beneficiados, iniciaram campanha contra, dizendo que se não negociar com intermediários, o futebol do Corinthians “vai acabar”.

São desmentidos, porém, pelo números, que demonstram exatamente o contrário.

A maior parte da dívida atual do Corinthians tem como origem o pagamento de comissões em transações de jogadores de futebol.

Ou seja, encerrando-se a prática, somente com a economia de valores, quita-se boa parte da dívida, evitando-se, ainda, a criação doutros passivos.

Citadini, em seu blog, publicou texto falando sobre diversos assuntos alvinegros.

Abaixo selecionamos o trecho que trata especificamente sobre o assunto comentado:

PAGAMENTO DE COMISSÕES NA COMPRA, VENDA, EMPRÉSTIMOS E RENOVAÇÃO DE CONTRATO COM JOGADORES

Como agora é reconhecido, o clube passou a adotar nos últimos anos uma política generosa nos negócios do Departamento de Futebol.

Em qualquer operação de compra venda, empréstimos ou renovação de contratos o clube passou a pagar  ”comissões” aos empresários pela conclusão dos feitos. Isso não ocorria no Corinthians e muitos clubes não adotam este sistema, pois ele debilita as finanças de qualquer instituição.

Quem deve pagar comissão é o beneficiado do negócio. O jogador que pague seu empresário por ter conseguido um bom contrato. O clube deveria adotar uma linha de clara economia nestas transações. A alegação de que se não pagar, o jogador não renova ou não vem ainda necessita ser provada.

Economizar (e economizar muito!) em comissões deve ser a regra. O pior é que esta nova política era escondida do clube. Caso fosse boa esta regra e facilmente defensável, não haveria motivo para ficar na clandestinidade.

Para ler a íntegra da publicação, basta clicar no link a seguir:

http://blogdocitadini.com.br/?p=5223

Certo é que, em conseguindo isolar o Corinthians dos intermediários, e, mesmo assim, montar equipes competitivas, o dirigente abrirá as portas para importante mudança na maneira de gerir o futebol brasileiro, que reduzirá drasticamente as despesas operacionais dos departamentos, afugentando, ainda, aqueles que em vez de servir aos clubes como diretores, servem-se deles por intermédio da partilha de comissões com os referidos empresários.

Arena Palestra tem renuncia de advogado e homologação de Diretor “sem função” em conturbada reunião

setembro 16, 2014

rogerio dezembro

Sob a tensão de uma briga que promete se arrastar por meses com o Palmeiras, a empresa Real Arenas Empreendimentos Imobiliários, na verdade um destacmento da WTORRE com função específica de gerir o estádio palestrino, realizou, no último dia 25 de agosto, tensa reunião.

De cara, o advogado Nilton Bertuchi, um dos quatro que comandava a empresa, renunciou a seu cargo.

Há quem diga que por não concordar com os rumos da gestão do empreendimento, embora problemas criminais, e pessoais, no Guarujá possam ter influenciado a decisão.

Permaneceram nos cargos os outros três representantes, reeleitos por si próprios até o final de 2016.

Chama a atenção a designação do cargo do ex-diretor do Palmeiras, agora funcionário da WTORRE, Rogério Dezembro, de “Diretor remunerado sem designação específica.”.

Absolutamente surreal.

Os outros dois são Walter Torre Junior, Diretor Presidente, e Paulo Remy Gillet Neto, Diretor Financeiro.

Vale lembrar que Dezembro foi um dos principais responsáveis por convencer conselheiros palestrinos, enquanto funcionário do clube, de que o negócio com a WTORRE era “fantástico”, o que, talvez, justifique sua atual remuneração, sem função, na gestora do estádio.

Corinthians contrata garoto para as categorias de base e “doa” 50% para empresário

setembro 16, 2014

ladrão

O Corinthians anunciou, ontem, a contratação, com vínculo de três anos, do garoto Gabriel Vasconcelos, 18 anos, ex-Fluminense.

“Para disputar a Copa São Paulo”, alegam dirigentes alvinegros.

O clube, que arcará com despesas de salários, além de servir de vitrine para o “empreendimento”, mesmo com o atleta solto no mercado, “decidiu” ficar apenas com 50% dos direitos, doando a outra parte para o “abstrato”, tratados como investidores, representados pelo empresário Jorge Machado, o mesmo do “rolo” com o atleta Edenilson.

Desnecessário dizer que entre os tais “investidores’ encontram-se, mesmo sem por dinheiro, apenas viabilizando a operação, dirigentes do Timão, sejam do futebol profissional ou até mesmo do ramo de estacionamentos.

Gobbi e Aidar. Juvenal e Andres

setembro 16, 2014

judas

Ontem, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, em barraco histórico na sede do clube, demitiu, com argumentos injustos e desprovidos de verdade, o ex-presidente do Tricolor, Juvenal Juvêncio, responsável por lhe garantir a eleição.

O dirigente estava nervoso pelo vazamento das “negociações” que indicavam vantagens a parceiros antigos, tão obscuras que, bastou o clareamento de alguns procedimentos para que parte dos envolvidos pulasse fora do barco antes mesmo do início dos trabalhos.

Aidar aproveitou-se do fato para antecipar o bombardeio a Juvenal Juvencio – em claro ato de traição – com o objetivo de implementar outro sistema, digamos, “comercial”, que será tocado por gente de sua “confiança”, nas categorias de base do São Paulo, ação inviável com a presença do grupo anterior em Cotia.

Um tiro no pé, com ônus político de proporções ainda não calculadas, mas que, financeiramente, se não fiscalizado, pode amenizar o sofrimento do dirigente.

A ação, em si, pode ser comparada ao rompimento entre Mario Gobbi e Andres Sanches, no Corinthians, com a diferença que Aidar somente agora adentrou na gestão Tricolor, enquanto Gobbi foi diretor nos três anos da administração alvinegra anterior, sendo responsável direto pelo endividamento do clube, além de presidente nos anos subsequentes.

As motivações também foram comerciais.

Gobbi e Aidar, não por acaso, são amigos de longa data, frequentam as residências, e ajudaram-se, anteriormente, na vida profissional.

Mãe tenta levar vantagem da morte de filho em confronto de “organizadas”. Em defesa, Mancha culpa Palmeiras

setembro 16, 2014

faixa mancha arena

Em 25 de março de 2012, o garoto Guilherme Vinicius Jovanelli Moreira, sócio nº 14.430 da Mancha Verde, foi morto a golpes de barra de ferro em confronto, na rua Inajar de Souza, com marginais dos Gaviões da Fiel, quando se dirigia ao Pacaembu para assistir o embate entre Corinthians e Palmeiras.

Por razões óbvias, não havia “santos” entre as partes.

A mãe do morto, Celia Regina Jovanelli, ingressou com ação de Indenização Moral contra a Mancha Verde, com alegações que beiram o surreal, e foram refutadas, uma a uma, pelo Judiciário.

Em vez de proibir ou lamentar a frequencia do filho no grupo que se diz, de torcedores do Palmeiras, há a exaltação do fato do garoto ser membro da facção, o que, por si, deveria motivar constrangimento.

Diz ainda que a culpa da morte ocorrida é da Mancha Verde, porque não solicitou “escolta” para o garoto, que, inocentemente, sofreu emboscada.

Pede R$ 10 mil mensais vitalícios de salário (vale lembrar que o rapaz era estagiário da empresa Credigy Soluções Finaceiras e sequer recebia um salário minimo de gratificação) e R$ 500 mil de Danos Morais.

Sem necessidade, como veremos, logo abaixo, mas, com medo de precisar pagar a indenização, em defesa, a Mancha Verde, demonstrando o amor pelo clube, jogou a responsabilidade do ocorrido para o Palmeiras, que, “deveria ter solicitado o policiamento”.

Na verdade, não deveria, e fez bem em não fazê-lo.

Decidiu a Justiça, com sabedoria, que a culpa pela morte era do próprio rapaz, que não tomou as cautelas necessárias, se expondo em via pública a um confronto de torcedores, isentando a “organizada” do pagamento de indenizações e o Palmeiras, que nada tinha a ver com o caso.

Confira abaixo trechos da Sentença:

“A controvérsia centra-se, na responsabilidade da ré pela morte do filho da autora, pela falta de solicitação de segurança policial aos torcedores quando dos
seus deslocamentos para o estádio do Pacaembu (…)”

“Importa examinar acerca da natureza da responsabilidade de quem promove eventos esportivos. E nisso, a ilegitimidade de parte da ré há de ser reconhecida, eis que ao contrário do alegado pela autora, a ré Mancha Alviverde – não é organizadora dos jogos de futebol, não lhe cabendo exercer vigilância sobre os torcedores”.

” (…) a responsabilidade pela segurança do torcedor em evento esportivo é da entidade de prática desportiva detentora do mando de jogo e de seus dirigentes, que deverão…’’. Respeitadas as condições pessoais da autora, a gravidade do fato, o seu grande sofrimento com a perda do seu filho de forma tão brutal e abalo de ordem psíquica, não há como deixar de reconhecer que as circunstâncias do incidente deixam claras a isenção de responsabilidade da ré, vez que foi o torcedor que não tomou as cautelas necessárias, se expondo em via pública, que não estava alcançada pela segurança solicitada e já garantida àqueles que se deslocariam do local da sede da S. E. Palmeiras até o estádio.

“(…) A autora informa que a vítima era membro integrante da torcida organizada da ré e estaria a caminho do estádio do Pacaembu, na companhia de outros membros, e andava pela Avenida Inajar de Souza, frise-se, local este bem distante do estádio. Ressalte-se, por oportuno, que no Inquérito Policial (fls. 82/87), não se imputa qualquer responsabilidade do réu pela morte do torcedor, filho da autora.

O embate entre os torcedores ocorreu na Avenida Inajar de Souza, próximo ao terminal Cachoeirinha. Não é responsabilidade da ré fornecer segurança a seus torcedores que se deslocam de vários pontos da cidade para o estádio ou mesmo para a sua sede.

Eventual responsabilidade se configuraria se houvesse comprometimento da ré em oferecer condução dos torcedores que se reunissem em sua sede até o estádio e, nesse trajeto, ocorresse algum fato danoso. Não é o caso dos autos.

O confronto se deu em via pública, sem qualquer monitoramento da ré, sendo que a segurança, nesse caso, é obrigação do Estado, jamais da ré.

Não há nexo de causalidade entre a tragédia que vitimou o filho da autora e os deveres e obrigações da entidade civil ré.

Ante o exposto, JULGO EXTINTA A AÇÃO, por ilegitimidade de parte, sem resolução do mérito.”

Dinheiro do PT é FRIBOI !

setembro 15, 2014

friboi pt

Para o PT não importa se o dinheiro abastece Mensalão, “companheiros” da Petrobrás ou até mesmo financia sumiços de prefeitos no ABC paulista.

Tem que ser FRIBOI !

A JBS S/A, empresa dona da marca, que boatos maldosos dizem ter o presidente Lula como um de seus sócios ocultos, fez apenas três doações para candidatura a presidência da República, nas eleições 2014.

Por sinal, bem generosas.

No dia 22/07/2014, R$ 4.5 milhões, para Dilma Rousseff (PT).

Em 08/08/2014, novamente para a atual presidente da República, de R$ 5 milhões.

Onze dias depois, mais R$ 5 milhões, com Dilma Rousseff (PT) agraciada.

Total de R$ 14,5 milhões.

Outras doações foram distribuídas a partidos, sem especificação, como no caso de Dilma Rousseff (PT), de candidatos selecionados.

Subentende-se que os donos da JBS devem ser petistas de carteirinha ou tem motivos de sobra para necessitar que o atual sistema de poder permaneça na gestão.

EM TEMPO: A WTORRE, responsável pela construção da Arena Palestra, mesmo mal das pernas esforçou-se, também, para realizar sua única doação às eleições presidenciais. R$ 650 mil para Dilma Rousseff (PT). Menos do que os R$ 2 milhões que ganhou na construção do Dique Seco, em Rio Grande (RS), autorizada pela atual presidente enquanto dirigente da Petrobras, e mais do que pagou a Antonio Palocci (PT), por algumas “palestras”.

Corinthians pagou R$ 600 mil de comissão a preposto de Gilmar Rinaldi na renovação de Danilo

setembro 15, 2014

gobbi campanha

Publicamos, ontem, que o Corinthians, no intuíto de agradar seus parceiros comerciais, entre eles seus próprios dirigentes, renovou contrato com o jogador Danilo, que já tem 35 anos e não vem sendo aproveitado pela atual gestão do futebol, até dezembro de 2015, com salário de R$ 300 mil mensais.

http://blogdopaulinho.wordpress.com/2014/09/14/sem-alarde-corinthians-esquece-contencao-de-despesas-e-renova-com-danilo-35-anos-ate-final-de-2015/

Porém o atentado aos cofres alvinegros não parou por ai.

Deste acordo surgiu novo pagamento de comissão ao agente Gilmar Rinaldi, mais especificamente, a um de seus prepostos.

R$ 600 mil.

Procedimento que vem se repetindo em todas as negociações envolvendo atletas do novo homem forte da CBF, sem que os clubes, seja por ter dirigentes na partilha ou ambicionando convocações futuras doutros jogadores, esbocem, ao menos publicamente, qualquer reclamação.

danilo renovação

A arte de Ganso contra o Cruzeiro

setembro 15, 2014

ganso.jpg

De algum tempo pra cá, o jogador Paulo Henrique Ganso tem apresentado mais maturidade em seu jeito de jogar futebol.

Por consequencia, seu inquestionável nível técnico, que antes sucumbia perante as deficiências táticas, tem encantado cada vez mais um público carente de jogadores minimamente habilidosos.

Ganso sempre foi diferenciado, mas, mesmo assim, demorou para aprender a fazer a diferença.

Mais ciente de suas limitações, e, principalmente, do quanto pode produzir em sua ilimitada capacidade de criação, o jogador é uma das referências, ao lado de Rogério Ceni e Kaká, de um Tricolor que almeja conquistar seu sétimo título brasileiro.

Capaz de jogadas de pura arte, como um drible esplendoroso, no meio campo, impossível de ser previsto pelo adversário, e bem mais difícil de executar do que parece ser a quem presenciou, seja no estádio ou pela telinha, jogada magnífica que o blog faz questão de reproduzir no vídeo abaixo.

Um deleite para quem gosta de futebol.

No “trem da alegria” corinthiano, Mané da Carne virou “Chefe de Delegação” no Rio de Janeiro

setembro 15, 2014

Man-no-Maracan_thumb.jpg

Em desespero pelas recentes revelações, não apenas financeiras, mas também criminais envolvendo as últimas gestões do Corinthians, todas sob o discurso da “Renovação e Transparência, embasado na “Bíblia” dos “Relatórios de Sustentabilidade”, Mario Gobbi, em período eleitoral, reativou mais um “Trem da alegria”, bancando viagens de conselheiros e “aspones” alinhados a suas condutas, ao Rio de Janeiro.

Todos usufruindo da “contenção de despesas” vociferada pelo dirigente, semanas atrás.

Mas o exemplo máximo da perda de rumo de Gobbi e consequente submissão a essa gente foi flagrado na chegada do ônibus alvinegro ao Maracanã, local em que o Timão disputou, e perdeu, para o Flamengo, por um a zero.

A primeira figura a descer do veículo, devidamente credenciado, foi o conselheiro Manoel Ramos Evangelista, vulgo Mané da Carne, que sequer possui cargo no clube, mas representava o Corinthians como “Chefe de Delegação.”.

Não poderia haver simbolismo maior para exemplificar o que vem acontecendo, nos últimos anos, no Parque São Jorge.

Flagra: Morumbi sendo invadido por criminosos da “Independente”

setembro 15, 2014

vagabundos morumbi

Criminosos da torcida “Independente” invadem Morumbi, sem pagar ingresso, ocasionando prejuízo ao São Paulo, clube que dizem torcer, na partida contra o Cruzeiro. Lamentavelmente, não houve notícias de quedas no local.

Justiça determina desapropriação de terreno da rádio Paulista, de José Maria Marin

setembro 15, 2014

marin

Em recente decisão, a Justiça de São Paulo acolheu pedido da Concessionária SPMAR, e ordenou a desapropriação do terreno, em Itaquaquecetuba, em que estão localizados os equipamentos, inclusive a antena, da rádio Paulista, emissora em nome  do presidente da CBF, José Maria Marin.

A rede Associada de Difusão Ltda, que transmite na frequência de 560 KHZ

Após perícia, determinou pagamento de R$ 424,9 mil ao dirigente, que já foi, inclusive, depositado.

Marin chiou e exigiu da Justiça nova perícia, alegando lucros cessantes e diferença de preço, alegando que o preço dos materiais utilizados pela rádio não foi levado em consideração na avaliação.

Para evitar reclamações futuras, decidiu-se pela realização de nova checagem de valores, que deverá ser feita pelo perito Hamilton Levy Correa, que terá prazo de 30 dias para entregar o laudo final.

A desapropriação, apesar dos apelos de Marin, foi mantida, assim como a inviabilidade de pagamento de lucros cessantes, que sequer foram comprovados pelo dirigente.

Vale lembrar que a rádio Paulista, apesar de ter autorização para operar apenas no Município de Itaquaquecetuba, atua em São Paulo, onde tem escritório e estúdio na Avenida Paulista, além de ser mera retransmissora de programação, tratada como “religiosa”, alugando 100 % de sua grade, tudo em desconformidade explícita com o que determina a legislação.

Sem alarde, Corinthians “esquece” contenção de despesas e renova com Danilo (35 anos) até final de 2015

setembro 14, 2014

edu e roberto

Por R$ 300 mil mensais, o Corinthians renovou o vínculo do jogador Danilo, 35 anos, até 31 de dezembro de 2015.

O contrato, com registro na FPF de nº 209896/14, foi assinado em 01 de agosto.

Por mais que o atleta mereça todas as homenagens possíveis e imagináveis – e merece – pela sua vitoriosa passagem no Parque São Jorge, não há justificativa técnica, nem financeira para a operação, levando-se em conta que o atleta pouco vem sendo utilizado na atual gestão do futebol.

Porém, apesar das negativas gerais, o agente, de fato, do jogador é Gilmar Rinaldi, homem forte da CBF, o que poderia indicar uma espécie de “agrado”, realizado com o dinheiro alheio, mas com divisão de lucros bem definida.

Vale lembrar que recentes declarações do presidente Mario Gobbi indicavam que o departamento de futebol alvinegro agia de maneira equivocada ao pagar altos salários, e que as coisas “precisavam mudar” para o clube não estourar financeiramente.

Andres Sanches conta com a “sorte” em campanha no Parque Novo Mundo

setembro 14, 2014

bichonegao

Em campanha para tentar se eleger Deputado Federal pelo PT, partido absolutamente adequado a suas habilidades, o ex-presidente do Corinthians, Andres Sanches, vem se utilizando da popularidade de seu mais fiel cabo eleitoral, André Negão, na região que engloba os bairros da Vila Maria e Parque Novo Mundo.

Por lá, Negão, batizado André Luiz Oliveira, é carinhosamente tratado como André “da Sorte”.

Cavaletes com a indicação do ex-bicheiro – segundo o próprio – estão sendo colocados em locais próximos a quiosques em que, segundo informações, a jogatina permanece ativa, e o comprovante do apostador é impresso com a alcunha “A. da Sorte”.

Deve ser por homenagem.

negão sanches 1

negão sanches 2

negão sanches 3

A mando de “interessados”, preparador de goleiros do Palmeiras age como “promotor” do goleiro Fabio

setembro 14, 2014

brunoro

Oriundo da fraca equipe “B” do clube, conhecida por servir de quintal para empresários, o goleiro Fabio, há tempos, decepciona na titularidade da meta palestrina.

Mesmo assim, permanece jogando.

Há muitos interesses, no Palmeiras, em torno dessa decisão, não apenas de agentes, mas também de beneficiados internos do esquema, entre eles José Carlos Brunoro, que tem como objetivo valorizar jogadores e lucrar com revenda posterior.

Fato é que gente influente do Verdão vem recebendo ligações do preparador de goleiros do clube solicitando “ajuda” para manter Fabio entre os titulares.

Um desvio de função, que, por razões óbvias, não deve ser gratuito.

O conselheiro do Palmeiras, Gilto Avallone, influente nos bastidores, confirma a informação:

“O preparador de goleiro que não venha nos desmentir que liga a pessoas de influência no clube apelando para manter o mesmo (Fabio) no time.

Inexplicável é Deola chegar quatro quilos acima do peso, após mais de um mês de treinamento só perder um quilo, é tudo treta, “esquemão” dos grandes.

Contusões e mais contusões do nada, com demora muito acima do normal de restabelecimento.”

Cabe agora a Dorival Junior, se de fato não estiver a disposição destes tais “interesses”, apurar as denúncias e tomar decisões puramente técnicas na escalação do Palmeiras.

Comissão ? Umbro fornecerá camisas para campanha de Roberto Dinamite

setembro 14, 2014

Dinamite sapucaí

Em breve, os uniformes do Vasco da Gama serão fornecidos pela UMBRO, após negociação que envolveu diversas trocas de “gentilezas”.

Uma delas será exposta, publicamente, nos próximos dias.

A fábrica doará, nem tão voluntariamente assim, material de campanha para Roberto Dinamite, entre os quais milhares de camisetas.

Evidentemente não contabilizados, como deveriam, no TSE, em que o mandatário vascaíno diz ter recebido apenas R$ 54,4 mil em doações de campanha, destes R$ 20 mil tendo como origem um cheque do próprio candidato, e outros R$ 25 mil, em depósitos sequenciais de R$ 5 mil cada, num período de 4 dias, de pessoas que supostamente não se conhecem, mas, por encanto, decidiram agraciá-lo com contribuições absolutamente idênticas.

O caso “Ilhas Cayman”, os dois rebaixamentos do clube em seis anos, a GENROTOUR, as parcerias ocultas com Carlos Leite, entre outras peripécias são apenas parte do que se descobriu de um “negociador” de poucos escrúpulos, mas absolutamente voraz em utilizar-se dos que os cercam – inclusive do Vasco, que lhe deu de comer – para atingir os objetivos mais obscuros.


%d blogueiros gostam disto: