Em reunião, Mario Gobbi detona ex-diretores: “Todos vocês concordaram com a demissão de Tite”

outubro 29, 2014

gobbi

Na última reunião do Conselho Deliberativo do Corinthians, o presidente, delegado Mario Gobbi, perdeu a paciência após diversas publicações dando conta de que o candidato ao cargo máximo alvinegro pela chapa “Renovação e Transparência”, Roberto “da Nova” Andrade, tem insinuado não ter sido responsável pela demissão do treinador Tite.

“Da Nova” diz, inclusive, que pretende recontratá-lo.

Gobbi disse:

“Todos participaram da reunião e concordaram com a demissão do Tite. Roberto Andrade, Edu, Duílio… eu tenho coragem, e assumo que demiti. Não me escondo”.

Mesmo citados, os dirigentes, constrangidos e pegos de calça curta, se calaram.

Gestões criminosas colocam a pior Portuguesa de todos os tempos na terceira divisão do Brasileirão

outubro 29, 2014

manoel da lupa

De maneira melancólica, após derrota por três a zero para o fraquíssimo Oeste de Itápolis, a Portuguesa, representada por um dos piores times da história do futebol mundial, certamente o pior do clube lusitano, conseguiu ser rebaixada para a terceira divisão do Brasileirão, com incríveis cinco rodadas de antecipação.

Desastre que vem se desenhando há tempos, frutos de sequencia de gestores lamentáveis, voltados a se servir do clube, e não servi-lo, como deveria ser.

Gente como Manuel da Lupa, que vendeu a Lusa para a segunda divisão a uma empresa de saúde, em troca de amortização de sua dívida milionária com o BANIF.

Ou Ilidilo Lico, que conversa com a CBF com as quatro patas paralelas ao chão, submisso, e facilitador, também, do mercado de empresários, que obrigou treinadores, todos demitidos, a escalar a equipe como se fossem bonecos de ventriloquo.

Se os dirigentes e conselheiros, alguns covardes, outros omissos, e uma boa parte, formado por vagabundos, merece o destino do clube, lamenta-se apenas pelo verdadeiro torcedor lusitano, não os bandidos da facção criminosa “Leões da Fabulosa”, que, mesmo sabedores da situação financeira caótica da Lusa, tratam de explorá-la com ingressos gratis e outras benesses, mas o apaixonado, muitos deles, descendentes de portugueses, que, em momentos de dificuldade, doam amor, dinheiro e emoção, sem nada esperar em troca.

Em tempos cada vez mais polarizados de distribuição de recursos, a Portuguesa, que já foi enorme, hoje, apesar de ainda tradicional, caminha, lamentavelmente, para um destino que já vitimou, no passado, grandes clubes do futebol brasileiro.

Romeu Tuma Jr., denunciará dirigentes do Corinthians ao MP-SP

outubro 28, 2014

tuma

“Tentei poupar o Corinthians de mais esse vexame, mas como as instituições no clube, todas, estão comprometidas, levarei o caso ao MP-SP”.

No último dia 05 de setembro, o conselheiro do Corinthians, Dr. Romeu Tuma Jr., protocolou ao CORI questionamentos e sugestões para que fossem esclarecidos os procedimentos irregulares que levaram quatro membros do clube a serem denunciados por crime fiscal, gerando grave prejuízo financeiro a entidade.

Os itens do documento eram:

a) Instauração de procedimento administrativo para apuração dos prejuízos e imputação de responsabilidades do corpo diretivo que, de modo voluntário, comprometeu as finanças do Sport Club Corinthians Paulista com a celebração do supramencionado acordo de parcelamento de dívida fiscal;

b) Que, uma vez concluída a sindicância, determine ao Departamento Jurídico o ajuizamento de ação específica para ressarcimento dos prejuízos suportados pelo Clube em decorrência dos juros elevados aos quais teve que se submeter em decorrência de decisão unilateral omitida dos órgãos de controle, tomada pela gestão do Sr. Andrés Sanches.

c) Que sejam verificadas outras dívidas e prejuízos advindos de atos de gestão temerária provenientes das atual e anterior administrações que possam ser identificados por esse Conselho, face a atual crise financeira que o Clube atravessa, conforme reconhecido inclusive pelo atual presidente em recente entrevista no programa “Mesa Redonda” da TV Gazeta, com fortes indícios de gestão temerária;

d) Que seja contratada uma empresa de auditoria externa para realização de trabalho isento e sem qualquer ingerência por parte do atual Diretor Financeiro, Sr. Raul Corrêa da Silva e sua empresa BDO/RCS, o qual deverá ser imediatamente afastado de suas funções, pois não se trata de pessoa isenta, mormente após seu indiciamento em procedimento criminal instaurado pela Polícia Federal, podendo ainda, se valendo do cargo que ora ocupa, comprometer o andamento dos trabalhos de auditoria.

Com a promessa de iniciar investigação, o CORI formou uma Comissão de quatro conselheiros, Alexandre Husni, Waldemar Pires, Antônio Carlos Cedenho e Felipe Ezabella, com a designação de apurar e responder as dúvidas de Tuma Jr.

Puro jogo de cena.

Somente hoje, quase dois meses depois, o reclamante recebeu suas “respostas”, apesar do documento estar datado de 07 de outubro, ou seja, claro indicativo de que nada foi apurado.

Todas as propostas foram rejeitadas.

O teor dos “esclarecimentos”, demonstra não apenas o desejo de nada responder, mas também o de ocultar, em vez de investigar, as ações criminosas.

Fala-se que as contas já foram aprovadas pelo CORI em gestões anteriores, e que, por esta razão, não precisariam mais ser verificadas, que é necessário esperar o final das investigações da Justiça Federal antes de agir internamente, entre outras desculpas e omissões.

Indignado, Tuma Jr. promete levar o caso ao Ministério Público de São Paulo:

“Tentei poupar o Corinthians de mais esse vexame, mas como as instituições no clube, todas, estão comprometidas, levarei o caso ao MP-SP”.

Ontem, em reunião do Conselho Deliberativo, o ex-presidente Andres Sanches, um dos indiciados por crime fiscal, disse que deixou de pagar impostos para quitar dívidas com os ex-treinadores Leão e Passarella, além do atacante Nilmar, esquecendo-se, porém, de citar que a herança tem origem no trabalho do iraniano Kia Joorabchian, a quem o Deputado Federal idolatra, e de quem, até hoje, não cobrou os mais de R$ 60 milhões em pendências com o clube, mesmo tendo declarado, anos atrás, que somente não o fazia por desconhecer seu paradeiro.

Confira abaixo a resposta do Corinthians a Romeu Tuma Jr.

tuma cori 1

tuma cori 2

Se Paulo Garcia vencer eleição do Corinthians, treinador será V(W)anderlei(y) Luxemburgo

outubro 28, 2014

luxa corinthians 1

V(W)anderlei(y) Luxemburgo será o treinador do Corinthians se Paulo Garcia vencer as eleições do clube, em fevereiro de 2015.

Profissional que pouco difere, nos hábitos e costumes, do atual, Mano Menezes.

O negócio, que não deve ser fechado por menos de R$ 500 mil mensais, vai na contramão do mercado, que começa a entender, enfim, o exagero das quantias pagas aos principais técnicos do Brasil.

Luxa é o nome preferido de Fran Papaiordanou, que deve ser o homem forte do futebol na gestão do dono da Kalunga.

A dupla vem se encontrando com frequencia nos últimos meses, em restaurantes e na residência do dirigente, ocasião em que o treinador se ofereceu explicitamente para o cargo.

Fran considera Luxemburgo o melhor treinador brasileiro.

Por razões diferentes, porém óbvias, Fernando Garcia, empresário de jogadores e irmão do candidato a presidência, esfrega as mãos, ávido pela confirmação do acerto.

Pescarmona fez Palmeiras pagar R$ 10 mil mensais à sua filha na gestão Belluzzo

outubro 28, 2014

pescarmona

Em 2009, na gestão Belluzzo, o então Diretor Social do Palmeiras, Wlademir Pescarmona, em meio às “reuniões” nos bares do Palestra Itália, encontrou uma maneira de beneficiar a própria filha dentro do clube.

Criativo, inventou um curso de Pylates.

A professora contratada, por R$ 10 mil mensais, foi Fabiola Guedes Pescarmona.

Revoltado, associado do clube ingressou com duas representações cobrando explicações sobre o favorecimento.

Ambas foram arquivadas, sem que sequer um dos envolvidos tenha sido convocado para prestar esclarecimentos.

Vexame ! Justiça decreta penhora das contas do Corinthians por dívida ativa de R$ 2,7 mil

outubro 28, 2014

Luis Bussab, diretor jurídico

Em despacho, o Juíz Felipe de Melo Franco, da Vara de Execuções Fiscais Municipais, determinou, ontem, penhora das contas bancárias do Corinthians, para pagamento de dívida ativa no valor de R$ 2,7 mil.

Um vexame.

Segundo processo nº 00115475-11.0300.8.26.0090, a decisão se deu devido ao desleixo do Departamento Jurídico do clube, comandado por Luis Bussab, que perdeu não apenas o prazo para quitação da pendência, mas também o de indicar bens a penhora.

Mais um, entre tantos problemas, ocasionados pela política, equivocada, de empurrar impostos com a barriga, que, recentemente, ocasionou o indiciamento por crime fiscal de quatro dirigentes alvinegros.

Por falar em crimes fiscais, a FOLHA de hoje trás novas informações sobre os desvios de conduta das últimas gestões alvinegras:

Do PAINEL FC

Pente fino

O processo criminal contra Andres Sanchez e cartolas do Corinthians pelo não pagamento de impostos pode não ter acabado. A Polícia Federal deve investigar o clube e os supostos crimes fiscais cometidos. Isso porque a decisão da Justiça Federal, embora tenha inocentado os dirigentes, também aceitou pedido do Ministério Público Federal, dando prosseguimento a três processos administrativos contra o Corinthians.

Lupa

A acusação inicial do Ministério Público Federal diz que a diretoria do Corinthians praticou crimes fiscais entre 2007 e 2010.

Mais um recorde de Rogério Ceni na importante vitória Tricolor

outubro 28, 2014

autografo ceni

No dia em que o São Paulo confirmou seu favoritismo contra o Goiás, na vitória por três a zero, que aproximou a equipe do sonho da conquista do Brasileirão, seu jogador mais importante, o Mito Rogério Ceni, mais uma vez fez história.

O arqueiro tricolor é o maior vencedor de partidas por uma única equipe em todos os tempos.

590 vitórias em 1.136 jogos disputados.

Um a mais do que o lendário Ryan Giggs, do Manchester United.

Marca que, em tempos de pouca identificação de ídolos com os clubes, dificilmente será batida novamente.

Paulo Maluf e sua Ferrari nas eleições 2014

outubro 28, 2014

maluf pt

No último dia 26 de outubro, o deputado Paulo Maluf (PP), dirigiu-se à sua seção eleitoral para votar e ajudar a eleger sua aliada Dilma Rousseff (PT).

Na saída, demonstrando “humildade”, dispensou motorista e pilotou sua modesta Ferrari vermelha.

Aparentemente não se importou com o dinheiro apreendido em Jersey, desviado dos cofres paulistanos, nem com o fato de estar na lista dos procurados pela INTERPOL.

Obviamente, sobrou bastante para garantir sua sobrevivência.

Agradecido, o povo, que financiou, indiretamente, sua aventura automobilística, tratou de reelege-lo para o cargo, nas últimas eleições, e, somente não tomará posse se o TSE confirmar, em último recurso, seu justo impedimento.

STJD releva irregularidade de Petros, livra cara do Corinthians e multa simbolicamente CBF e FPF

outubro 27, 2014

stjd

O “circo” do STJD, através de seus “artistas” que se dizem “juristas”, passou por cima de Lei Desportiva, e acaba de absolver o Corinthians, unanimemente, por ter escalado o jogador Petros, mesmo com a constatação, inclusive dos auditores, de irregularidade contratual.

Ou seja, o acordo com o atleta, assinado apenas no dia 2, foi registrado um dia antes, quando não estava em vigor, para permitir que pudesse atuar no dia 3.

A culpa, no final, foi jogada para CBF e FPF.

No início do julgamento, a Procuradoria pediu a perda de quatro pontos do Corinthians, alegando que o clube, além de escalar Petros irregularmente, fez estranha manobra contratual, rasgando acordo de empréstimo até 2015, trocando, “sem necessidade”, por outro, assinado em dia posterior ao do registro na CBF.

A Federação Paulista de Futebol tentou se eximir de culpabilidade, dizendo que não há Lei que a impeça de registrar um contrato, mesmo que este seja inserido na entidade sem eficácia, ou seja, não estando ainda em vigor.

Mas facilitou a vida do Timão, ao reconhecer que suspendeu uma de suas funcionárias pelo “equívoco” no registro.

O Corinthians disse que, apesar da data do contrato constar como dia 2, o jogador assinou um dia antes, data em que o clube teria enviado o contrato a FPF, indicando culpa da entidade.

Uma defesa tão confusa, realizada pelo advogado João Zanforlim, que acabou por estourar o tempo, impedindo que outro advogado do Timão, Dr. Santoro, pudesse realizar a prevista sustentação oral.

A CBF também culpou a FPF, que, segundo teor da defesa, é responsável pelo registro e deveria ter conferido os documentos.

Presentes como interessados, Grêmio e Internacional declinaram de falar.

Após ouvidas as partes, a relatoria do STJD, através de Marcio Amaral, de maneira surpreendente, pediu a absolvição do Corinthians, mesmo com a clara irregularidade, dizendo apenas que o clube seguiu o que estava anunciado no BID da CBF.

Pediu também responsabilização das entidades, além de irrisória multa de R$ 10 mil para cada.

Na sequencia, o auditor Matheus Gregorini ratificou a decisão do relator.

Rodrigo Raposo, mais benevolente, votou pela absolvição de todos.

Uma farra !

Jose Perdiz, para não perder a deixa, também absolveu o Timão, nos mesmos termos do relator.

No final, Grêmio e Inter, sem qualquer manifestação, deram-se por satisfeitos em não se manifestarem, mesmo com suas equipes prejudicadas pelo não cumprimento claro das Leis do campeonato.

Há de ter algum motivo para tal.

7 a 1 pra Alemanha.

O PT chega enfraquecido a seu quarto mandato consecutivo no Brasil

outubro 27, 2014

image

Com pouco mais de 51% dos votos válidos, a presidente Dilma Rousseff (PT) reelegeu-se para mais quatro anos de mandato, que será iniciado em janeiro de 2015.

Mesmo apostando na política da desinformação e do cabresto em forma de assistência social, o projeto de poder do Partido dos Trabalhadores sai duramente golpeado dessa disputa eleitoral.

Dos 142,8 milhões de eleitores brasileiros, 54,4 apostaram em Dilma, mas, a grande maioria, 88,3 milhões, não votaram na atual mandatária.

Uma demonstração clara de descontentamento com a atual gestão, marcada por denuncias gravíssimas de corrupção e aparelhamento da máquina pública.

Destes, 51 milhões de votos foram direcionados ao adversário Aécio Neves (PSDB), 12,8 milhões sequer se estimularam a comparecer às urnas, R$ 1,9 milhão votou em branco, enquanto 5,2 milhões preferiram o caminho da nulidade.

É um equívoco grave culpar região “A” ou “B” pela insatisfação de ambas as partes no processo eleitoral.

Há de se cobrar, sim, os que omitem ou fornecem informações equivocadas, que, por vezes, turvam a visão do eleitor menos esclarecido, evidentemente direcionando suas condutas diante das urnas.

Sejam os políticos favorecidos pelo atual estado de promiscuidade de gestão ou até mesmo os meios de comunicação, muitos deles reféns ou cúmplices das tiranias estabelecidas.

Resta aos que saíram vencedores nas urnas, mas derrotados na contagem de votos válidos, ou seja, a maior parte do Brasil, aceitar o resultado, democrático, e lutar para que o restante do país seja melhor informado, além de manter cada vez mais rígida a fiscalização sobre o grupo que completará 16 anos no poder.

Sem limites: Conselho do Corinthians se reúne para aprovar empréstimo de R$ 43,4 milhões

outubro 27, 2014

Palmeiras e a política da areia movediça

Em junho de 2014, o Conselho Deliberativo do Corinthians deu aval para que a Diretoria do clube, entre tantas despesas, criasse mais uma, tomando emprestado R$ 350 milhões, sob pretexto de quitar pendências com a BRL TRUST, dona do “Fielzão”.

Recentemente, para salvar a pele de quatro conselheiros indiciados por crimes fiscais, entre eles os candidatos a presidente e vice do clube pela chapa de situação, Roberto “da Nova” Andrade e André Negão, além de Andres Sanches e Raul Corrêa da Silva, o Timão tirou de empréstimos e adiantamentos de recebíveis, mais R$ 21 milhões, dados como entrada para um refinanciamento das referidas pendências.

Mas a catástrofe financeira parece não ter fim.

Hoje, a partir das 18h30m, o Conselho Deliberativo se reunirá para aprovar a “revisão do orçamento compreendido entre julho de 2014 até junho de 2015″, com acréscimo deficitário de R$ 43,4 milhões.

Traduzindo: será necessário novo empréstimo, além dos já efetuados, apenas para que o clube possa zerar suas despesas habituais.

Logo abaixo o leitor terá acesso à convocação do CD alvinegro, a carta do CORI, assinada pelo secretário Felipe Ezabella (que faz parte da comissão que daria, mas ainda não deu, respostas a Romeu Tuma Jr. sobre os desvios de conduta dos dirigentes envolvidos em crimes fiscais – colaboradores, portanto, do endividamento) sugerindo aprovação do referido documento, e o relatório detalhado da análise realizada.

orçamento cori 1

orçamento cori 2

orçamento cori 3

“Grampos” de Stabile contra aliados e adversários foram discutidos em conversas que levaram à implosão da oposição

outubro 27, 2014

osmar, haroldo, paulo e celsinho

Dentre as justificativas que levaram o conselheiro do Corinthians, Roque Citadini, a romper de vez com o grupo que terá o dono da Kalunga, Paulo Garcia, como candidato a presidência, a não aceitação de uma composição com Osmar Stabile foi amparada por duas revelações.

Uma delas é a de que a dupla Garcia e Stabile traria para o debate político acusações de envolvimento em transações de jogadores.

Outra, é o fato de Osmar ter por hábito gravar as conversas mantidas, seja com adversários, amigos ou companheiros de clube.

Citadini segundo diversos interlocutores, afirmou que “não há como manter relação com gente que atua nesse nível de deslealdade”.

Garcia teria sido, inclusive, comunicado por Stabile, três anos atrás, que promessas de apoio eleitoral, antes do pleito anterior, fariam parte do “acervo” de gravações.

“O Roque não se conforma do Paulo continuar se relacionando com alguém que agiu desta maneira… disse que cortaria relações imediatamente se fosse com ele”, revelou ao blog um dos que conversaram com o conselheiro, neste final de semana.

Noutra ocasião, durante jantar com correligionários, Edgard Soares, no viva voz, cobrou de Garcia enérgico posicionamento contra Citadini, que, segundo o grupo, estaria realizando campanha antecipada às eleições alvinegras.

O dono da Kalunga aceitou a ‘bronca” e prometeu tomar ‘providências”.

osmar-e-edgard

Fato é que ambos, Citadini e Stabile, há tempos não se bicam, com o segundo, segundo informações, tendo exigido, como parte do acordo que ajudou a rachar a oposição, entre outras coisas, a obrigatoriedade da não indicação do primeiro como cabeça da chapa, desejo este atendido por Paulo Garcia, que se lançou para a disputa.

Aécio Neves era apenas o menos ruim

outubro 27, 2014

ronaldo-aecio.jpg

O PSDB cometeu grave equívoco ao escolher o Senador Aécio Neves como representante do partido para disputa eleitoral.

Pode, por este motivo, ter jogado por terra uma eleição em que a maioria da população, 88,3 milhões de eleitores, demonstrou nas urnas clara insatisfação com o Governo dominado pelo PT.

Apesar de ter demonstrado a virtude da coragem, além de boa oratória, Aécio não possuía a credibilidade necessária para convencer o povo de que suas idéias (suas ?) seriam, de fato, colocadas em prática após assumir o poder.

E a dúvida, obviamente, gera desconfiança, que termina por justificar a atitude de quase 20 milhões de pessoas, que, mesmo descontentes com Dilma, preferiram votar branco, nulo ou sequer comparecer às sessões de votação.

Tivesse convencido 15% desse eleitorado e o mineiro estaria agora preparando o discurso de posse.

Por falar em Minas, foi em sua terra Natal que parte da derrota Tucana se desenhou, Estado que conhece bens seus hábitos, entre os quais os derivados de grave patologia, que o ex-Governador insiste em não tratar, ocasionando constrangimentos públicos, além das medidas de cerceamento de imprensa local, combatidas em discursos contra os petistas, mas que eram adotadas, também, pelo mineiro enquanto na governança estadual.

Tivessem os Tucanos escolhido um candidato razoavelmente equilibrado e o resultado das urnas teria sido bem diferente.

O PT levou uma eleição em que o povo, apesar de ter quase igualando entre os candidatos os votos contabilizados como oficiais, decidiu, em grande número, entregar os pontos por “WO”, e, mesmo defenestrando os que ocupam atualmente o poder, não sentiram-se estimulados, ou talvez representados, pela opção que restou.

De fato, Aécio estava longe de ser o nome que o Brasil precisa, era, quando muito, a solução menos ruim.

Estelionato, apropriação indébita, desvios diversos… muitos problemas cercam Wlademir Pescarmona, do Palmeiras

outubro 27, 2014

pescarmona

Recentemente, leitores deste espaço, principalmente os palmeirenses, alarmaram-se com imagens de Wlademir Pescarmona, candidato a Presidente do Palmeiras, fazendo juras de amor e colaboração com torcedores “organizados”, dizendo ainda estar “embriagado”.

Postura absolutamente inadequada para quem postula cargo de tamanha relevância.

Mas ser uma espécie de “Mané da Carne” – conhecido conselheiro do Corinthians, de hábitos e cultura semelhante – do Palestra Itália é o menor dos problemas que cercam Pescarmona.

Em 1994, “Pescachaça”, como é tratado carinhosamente do Verdão, era Diretor de Esportes Terrestres do Palmeiras.

No retorno de uma delegação palestrina do Exterior, quando da prestação de contas, constatou-se que equipamentos, e até valores, haviam sido subtraídos.

Desconfiado, o então presidente, Mustafá Contursi, deu a Pescarmona duas opções: pedir demissão ou ir a Delegacia registrar Boletim de Ocorrência, relatando suas explicações, ou a falta delas, às autoridades policiais.

O diretor optou pelo pedido de demissão.

Voltando ao vídeo referido no início da matéria, ao lado de Pescachaça encontra-se a figura de Izidoro Lopretto Filho, a quem está prometido um cargo de Diretor do clube, em caso de êxito eleitoral.

Persona “non-grata” na facção criminosa Mancha Verde, de onde, segundo informações, teria saído devendo R$ 8 mil, Izidoro respondeu a crime de Estelionato (171), na 3ª Vara Criminal de Osaco, e Apropriação Indébita na 24ª Vara Criminal da Barra Funda.

O ano de 2014, para não falar das dezenas de Ações por calotes de períodos anteriores, demonstra que a situação financeira de Izidoro, que, em tese, teria que se dedicar a cargo não remunerado no Palmeiras, é tanto quanto incompatível com o que se espera de um Diretor alviverde.

Em janeiro, o Condomínio Edifício Flórida Star, após diversas tentativas de composição, não teve alternativa senão cobrar-lhe, na 1ª Vara Cívil de Monguaguá, os R$ 7,2 mil de calote condominial.

Pior ainda ocorreu em agosto, recente, com a 23ª Vara Civil de São Paulo sendo acionada por credor de cheque sem fundo, emitido pelo palmeirense, no ínfimo valor de R$ 2,3 mil.

Por sorte, e ajuda de amigos, a ação não evoluiu para possível denuncia doutro estelionato.

Não causa estranheza que as informações acima estejam relacionadas, de alguma maneira, com as pessoas citadas, difícil é entender quais fatores motivaram um homem como o Prof. Belluzzo, conselheiro de Presidentes da República, a rebaixar tanto sua biografia, aceitando ser vice, ou seja, subalterno de gente com nível evidentemente não compatível com a grandeza do Palmeiras.

Agora é 45 !

outubro 26, 2014

fora pt

É chegado o momento, histórico, em que a população brasileira, sem violência, apenas com a inteligência, aliada ao voto, terá a oportunidade de retirar do Planalto um sistema de poder corrompido que há anos assola o país.

O PT é uma uma facção criminosa, disfarçada de partido, que se utiliza da política para amealhar recursos públicos, desviá-los para o bolso da cúpula, enquanto, num discurso que faria inveja a Edir Macedo ou Goebbels, traz ainda consigo o apoio insano de uma legião de seguidores, alguns enganados, de fato, outros remunerados a “pão e mortadela”.

Tão indecente, que transformou um interessante projeto social, o “Bolsa Família”, em cabresto eleitoral, eliminando contra-partidas da população (como colocar filhos para estudar, etc.) associando, ainda, a existência do subsídio à continuidade de seus mantenedores no Governo.

A disseminação do pavor, que turva a visão e o raciocínio de quem precisa do recurso.

Parte dos leitores dirá, com o discurso petista na ponta da lingua: “Mas e o PSDB ?”.

PSDB, e muitos outros, são partidos imperfeitos, com seus corruptos para combater, em meio a competentes, incompetentes e gente de bem, quase sempre, exceções a parte, tentando melhorar a vida da população.

Aécio é um exemplo de político complicado, pelo qual, por exemplo, este jornalista jamais colocaria a mão no fogo (apesar de já tê-las queimado, prazeirosamente, pelo agora Senador Romário, exemplo positivo de dignidade enquanto Deputado Federal).

O mineiro terá, dentre suas missões, a de surpreender seus críticos mais ferrenhos – dos quais estamos inclusos – não apenas com demonstrações de amadurecimento pessoal, mas com um Governo que consiga manter as conquistas, melhorar o que precisa ser melhorado, e, principalmente, limpar a Sala da Presidência, e adjacências, do lamaçal nunca antes presenciado na história deste país, a ser deixado por porcos de espírito, caráter e procedimento.

O momento é de votar “45”, contra o PT, retirar-lhes das mãos o cetro que lhes proporciona assaltar, com mais facilidade, dia a dia, o bolso do brasileiro.

Depois, no minuto seguinte à apuração, e consequente desratização do Planalto, tornarmos todos, como ocorrerá com este blog, oposicionistas de plantão, fiscalizando, cobrando ações, transparência, e procedimentos dignos de um Presidente da República.

CAPA-VEJA-SABIA-DE-TUDO


%d blogueiros gostam disto: