Esquema “Paraguai” invade Corinthians e coloca três jogadores na base alvinegra

setembro 19, 2014

gustavo e gamarra

O “esquema” protagonizado pelo empresário Regis Marques, com auxílio do ex-jogador Gamarra, começa a despejar atletas paraguaios no Corinthians.

Na equipe profissional, conseguiram colocar o atacante Romero, e, não fosse pelo vazamento da operação, que gerou rejeição, teriam fechado contrato, também, com o irmão gêmeo do atleta.

Com o clube atento, após as denúncias da ligação do agente Regis Marques com dirigentes do clube, os planos mudaram, e o direcionamento dos negócios foi para as categorias de base, supostamente menos visadas pela imprensa.

Na linha de frente entrou o ex-jogador Gamarra, responsável, oficialmente, por trazer os jogadores ao clube.

Há um mês chegou ao Parque São Jorge o garoto Gustavo Vieira (foto, com Gamarra), nascido em 1996, que já estreou como titular, com a camisa 10, em partida transmitida pela ESPN Brasil, em disputa da Copa do Brasil Sub-20.

Enquanto os comentaristas da emissora, incrédulos, diziam que o atleta, tamanha ruindade, deveria ter sido sacado na primeira etapa, o treinador alvinegro, Osmar Loss, com “opinião” diferente, manteve a “revelação” paraguaia até o final da partida.

Dois mais negociam com o Corinthians, da mesma origem, nascidos em 97 e 98, e devem chegar para a disputa da Copa São Paulo, no início de 2015.

Todos, assim como ocorreu com Gustavo, serão inscritos como profissionais na FPF, recebendo salários de bom vulto, com evidente valorização de currículo.

Enquanto isso, os garotos do departamento, que passaram todo o ano de 2014 esperando por um lugar ao sol, assistem de camarote, ou dos vestiários de lata, seus lugares serem tomados por ingerência de um grupo, auxiliado por beneficiados dirigentes alvinegros, que pensa apenas em lucrar com a exposição de suas mercadorias “paraguaias” com a camisa do Corinthians.

EM TEMPO: Regis Marques detém o monopólio dos “esquemas” de jogadores no Paraguai, empresta, há anos, gratuitamente – ou não – seu apartamento de cobertura no Rio de Janeiro para Andres Sanches, foi empresário de Alessandro – atual dirigente do Corinthians – e é amigo pessoal, inclusive com diversões sociais em comum, de Edu Gaspar, Roberto “da Nova” Andrade e Duílio “do Bingo”, todos ligados ao futebol alvinegro.

regis marques corinthians

regis e alessandro

Regis Marques andres

Acordo com a PUMA pode colocar R$ 3 milhões em comissões no bolso de dirigentes do São Paulo

setembro 19, 2014

Bicheiros, negociatas, documentos falsos: saiba como V(W)anderlei(y) Luxemburgo está pegando dinheiro do Flamengo

Tem causado estranheza a negociação, às pressas, para que a fabricante de materiais “Penalty” antecipe sua saída do São Paulo, em um ano, para dar lugar a concorrente “Puma”.

Principalmente porque os valores a serem pagos ao clube pela nova operação não serão alterados, permanecendo nos R$ 15 milhões.

Mas, executivos da empresa, em conversas reservadas com gente do mercado, garantem que o acordo, na verdade, custará R$ 18 milhões aos caixas da fábrica.

Destes, R$ 3 milhões seriam pagos a um doleiro, no Chile, país sede de operações da PUMA na América Latina, e repassados posteriormente, a titulo de comissionamento, a dirigentes do São Paulo.

Vale lembrar que o presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, e o diretor de marketing, Ruy Barbosa, recém contratado, são os responsáveis pelas tratativas do negócio pelo lado Tricolor.

Em se confirmando a informação, assim como ocorreu no caso comprovado de acerto com a construtora Serveng para reforma do Morumbi- que após vazamento da notícia pulou do barco – e nas facilidades cada vez mais evidentes nas categorias de base para atuação de agentes ligados a Kia Joorabchian, ex (?)- cliente de Aidar, indicia-se cada vez mais que os rumos da nova gestão Tricolor tem como objetivo maior beneficiar seus dirigentes, em detrimento das necessidades do clube.

Venda do IBOPE para grupo WPP – ligado a Ronaldo “Fenômeno” – afunda de vez credibilidade da empresa

setembro 19, 2014

9ine

Não é de hoje que a credibilidade do IBOPE, empresa que detém o monopólio de aferição da audiência de rádios e TVs brasileiras, é colocada a prova com denúncias de manipulações, seja para favorecer determinada emissora, gerando-lhe lucro com anunciantes, ou até mesmo interferir na campanha política nacional.

O poder é tão grande que nenhuma tentativa de concorrência conseguiu se firmar.

Notícias, preocupantes, dão conta de que a situação pode ficar ainda mais nebulosa, dando conta de que o IBOPE está sendo vendido para o grupo inglês WPP, dono, entre outras, da empresa 9INE, que Ronaldo “Fenômeno”, por marketing, mentia ao se declarar proprietário.

Farsa desmascarada por este blog, que obrigou o ex-atleta a mudar o discurso, declarando-se “diretor” da empresa, que até mudou a maneira de se apresentar, como 9INE-WPP, assumindo a verdadeira gestão.

Nos últimos dois anos, por exemplo, Ronaldo morou na Inglaterra, com as contas bancadas pela empresa.

O grande problema do IBOPE passar a ser gerido pela empresa inglesa é exatamente a função principal do conglomerado, seu ganha pão.

A WPP é uma das maiores, se não a maior detentora de contas publicitárias do Planeta, com a 9INE, seu braço brasileiro, cuidando de marcas importantíssimas do mercado tupiniquim.

É portanto absolutamente legítimo pensar em provável manipulação de números que possam favorecer, de alguma maneira, não apenas a empresa, mas também seus clientes – as emissoras – que, de acordo com os resultados, definiriam os preços a serem cobrados de seus anunciantes.

Vale lembrar que a WPP, através de outra empresa de seu grupo, a Ogilvy, foi investigada em duas CPIs, por participação nos esquemas relacionados a Marcos Valério, um dos operadores de esquemas de corrupção ligados ao PT, o que, por si, requer constante observação de seus atos futuros.

EM 07/12/2011, o BLOG DO PAULINHO denunciou Ronaldo, WPP e demais associados na Câmara dos Deputados, em Brasília. Nenhuma providência foi tomada. Vale a pena relembrar:

E teve “repique” no racismo contra Aranha…

setembro 19, 2014

aranha

Torcedores do Grêmio, ou que dizem torcer para o clube, novamente protagonizaram cenas lamentáveis de desrespeito e racismo contra o goleiro Aranha, do Santos.

Sim, porque se os xingamentos foram explícitos, o racismo, implícito, só não foi levado a cabo com as mesmas palavras doutrora pela covardia dos próprios preconceituosos, temerosos em arrumar briga com o clube.

Mas, os “closes” das câmeras no olhar dessa gente, que deve posar de digna na vida social, entregava.

Triste.

Aranha e um povo inteiro por ele representando, não apenas negros, mas brancos, amarelos, pardos e tantos mais, contrários ao preconceito, desta vez reagiram mais com pena do que indignação.

Balanço da Editora “Caras” revela prejuízo de R$ 11 milhões e compromete futuro da revista

setembro 19, 2014

caras

Em recente reunião, a Editora “Caras”, responsável pela famosa revista que ostenta seu nome, revelou situação financeira absolutamente preocupante.

O prejuízo, apenas em 2013, foi de R$ R$ 11 milhões.

No intuíto de reverter a situação, grave, estipulou-se alguns cortes de orçamento, entre eles a remuneração global anual da nova gestão, que não foi fixada, e será paga de acordo com a possibilidade da empresa.

Evidentemente o principal produto da Editora, a Revista Caras, corre riscos se os problemas persistirem ao final dos cálculos de 2014.

Morumbi perde segunda construtora no ano por crises políticas

setembro 18, 2014

morumbi-2014.jpg

Da ESPN 

Por CAMILA MATTOSO

http://espn.uol.com.br/noticia/440847_morumbi-perde-segunda-construtora-no-ano-por-crises-politicas

O São Paulo perdeu nos últimos dias a segunda oportunidade de ir em frente com a reforma de modernização do Morumbi. O grupo Serveng, que estava fechado com a diretoria para realizar o projeto, desistiu da empreitada logo depois de a informação sobre o acordo ter vazado na imprensa, o que abriu suspeitas sobre a parceria que havia sido firmada recentemente.

Essa é a segunda vez, em menos de um ano, que o clube tricolor vê uma parceria abandonar a ideia por causa de crises políticas dentro do clube. Em janeiro, a Andrade Gutierrez, que tinha inclusive assinado contratos, anunciou que não faria mais parte da iniciativa após conselheiros fazerem acusações contra ela e dificultarem a sua aprovação – houve até um boicote em um dos dias de votação, pois consideravam que a gestão não havia explicado todos os detalhes e não tinha dado esclarecimentos suficientes sobre o assunto.

A primeira publicação na imprensa envolvendo a Serveng foi feita pelo blog do Paulinho, que além de ter dado a notícia do acordo feito, também escreveu que havia reclamações dentro do Morumbi sobre a parceria em três aspectos: o martelo batido não havia dado espaço para concorrência entre interessados, dados teriam sido omitidos por razões suspeitas e o envolvimento de uma pessoa próxima do presidente Carlos Miguel Aidar.

Dias depois, segundo informações apuradas pela reportagem, o dono da construtora ligou diretamente para o cartola comunicando o rompimento do acordo firmado meses antes, por não querer se ver envolvido em polêmicas.

Esse foi, aliás, um dos motivos para Aidar decidir pela demissão de seu sucessor e apoiador Juvenal Juvêncio, acusado de ter sido o autor, ou pelo menos um dos autores, dos vazamentos de informações para jornalistas.

Sendo assim, o São Paulo terá agora de reabrir o processo de busca de parceiros para a tão desejada reforma de modernização no Morumbi, o que está sendo lamentado por uma parte da diretoria e comemorado por outra, que quer mais transparência para o assunto.

Nike, Corinthians, Benfica, empresários e tráfico de menor: mais um crime para abalar o Parque São Jorge

setembro 18, 2014

joão neto corinthians

Temos abordado, constantemente, o estranho funcionamento de um escritório do Corinthians em Portugal, que, apesar de financiado pelo clube, serve apenas  a interesses subterrâneos de empresários de futebol.

Descobrimos, ontem, um desvio de finalidade explícito, com direito a ação criminosa de exportação de jogador, roubado da base alvinegra, com apenas 11 anos de idade, levado, com auxílio de vários intermediários, inclusive da Nike, para o Benfica de Portugal, quintal do agente lusitano Jorge Mendes, sócio de Carlos Leite no Brasil por intermédio da empresa Gestifute.

E não se trata de qualquer jogador, mas de João Neto, que o mercado da bola avalia com potencial semelhante a de craques como Messi e Neymar.

A trama para retirá-lo do Corinthians, em que além de titular da camisa 10, era também capitão da equipe “sub-11″, envolveu dois de seus “descobridores”, os ex-atletas Rubens Junior e Deco (que também foi agenciado por Jorge Mendes), o já citado Carlos Leite, além de dirigentes da categoria de base alvinegra.

No último dia 11 de setembro, João Neto assinou contrato com a Nike, na sede da empresa, em desconformidade com a legislação brasileira, mas não com a de Portugal.

Mais um desvio de conduta da empresa, que, apesar de ter contrato apenas de fornecimento de material com o Corinthians, novamente interveio em negociações de atletas, quase sempre em desfavor do clube, como os exemplo da contratação de Pato – que exigiu – e o empréstimo para pagamento de Defederico.

Nenhum valor entrará nos caixas alvinegros, impedido pela legislação de manter vínculo com o garoto, apesar de ter, por anos, bancado o atleta.

Fruto da incompetência da gestão, e da evidente promiscuidade que assola o futebol do clube, desde as categorias de base até a gestão do futebol profissional.

Para demonstrar ainda mais a premeditação do ato, a Nike já tem produtos com a marca de João Neto confeccionados, e deve trabalhar, nos próximos meses, o marketing para promoção do jogador durante sua jornada em gramados europeus.

O Corinthians, que é dirigido por um delegado de polícia que, por hábito, costuma ocultar informações da Justiça, tem obrigação de notificar a Polícia Federal, exigindo minuciosa investigação sobre todos os envolvidos, em mais um indício de crime cometido dentro dos muros do Parque São Jorge.

Se antes os problemas eram com a legislação fiscal, agora são ainda mais graves, envolvendo aliciamento de menor para o mercado de trabalho com provável tráfico do garoto para o exterior´, com o agravante, pelo que se observa nas mídias sociais, da anuência de seus parentes mais próximos.

JOÃO NETO ASSINA CONTRATO NA SEDE DA NIKE, EM 11 de SETEMBRO

joão neto nike 1

joão neto nike 2

JOÃO NETO COM BONÉ PERSONALIZADO DA NIKE E OUTROS PRODUTOS QUE SERÃO LANÇADOS PELA FABRICANTE COM SEU NOME

joão neto nike 3 boné

JOÃO NETO NO CORINTHIANS, ASSINANDO SÚMULA COMO CAPITÃO DA EQUIPE

joão neto corinthians capitão

joão neto corinthians 1

JOÃO NETO JOGANDO “PARTIDA DAS ESTRELAS”, CONTRA ADULTOS, ENTRE ELES O APRESENTADOR GLOBAL TIAGO LEIFERT

joão neto e thiago leifert em taubaté

JOÃO NETO COM OUTROS JOGADORES DE CARLOS LEITE, JADSON E ROMARINHO

joão neto jadsonjoão neto romarinho

JOÃO NETO COM O EMPRESÁRIO RUBENS JUNIOR, SÓCIO DE DECO

joão neto rubens junor

CONFIRA ABAIXO O MAGNÍFICO DESEMPENHO DE JOÃO NETO, AOS 11,10,9 e 8 ANOS DE IDADE E TENHA A REAL DIMENSÃO NÃO APENAS DO ENORME POTENCIAL DO ATLETA, MAS TAMBÉM DA INESTIMÁVEL PERDA DO CORINTHIANS


OITO ANOS

http://m.youtube.com/watch?v=8L2SfyIJf6g

NOVE ANOS

http://m.youtube.com/watch?v=UKTn–gdqBU

DEZ ANOS

http://m.youtube.com/watch?v=komo0w4Kb04

RESPONSÁVEIS PELAS CATEGORIAS DE BASE DO CORINTHIANS

base 1

base 2

Diretor do Goiás mentiu em depoimento a Polícia Federal

setembro 18, 2014

ediminho

Investigado por diversas ações tratadas como criminosas em sua passagem pelo Goiás, Ediminho Pinheiro, ex-diretor financeiro do clube, complicou-se ainda mais ao mentir em depoimento a Polícia Federal.

A oitiva fazia parte das apurações sobre crimes fiscais cometidos pelos cartolas.

Ediminho alegou que nunca exerceu cargo na gestão e muito menos foi diretor, razão pela qual não poderia ser responsabilizado pelas irregularidades.

Porém, seu discurso foi desmentido pelo presidente do Goiás, à época, Pedro Goulart, que afirmou que Ediminho além de ser Diretor Financeiro era responsável por todo o setor fiscal esmeraldino.

As mentiras, agora inseridas no inquérito, certamente complicarão ainda mais a vida do dirigente goiano, em processo que em breve será finalizado pela Justiça Federal.

CONFIRA ABAIXO OS DEPOIMENTOS DE EDIMINHO E GOULART TOMADOS PELA PF

ediminho depoimento

pedro depoimento

Corinthians dá calote e Ponte Preta cobra empréstimo de Ferrugem na Justiça

setembro 18, 2014

gobbi roberto duilio

No dia 01º de abril, recente, o Corinthians comprometeu-se a pagar R$ 400 mil a Ponte Preta pelo empréstimo do jogador Ferrugem, além de arcar com salários, etc.

Mais uma vez a palavra não foi cumprida.

A Macaca ingressou, na última terça-feira (16), com ação de cobrança pele calote sofrido, na 6ª Vara Cível de Campinas.

Um dia depois, despacho do Juiz Gilberto Luiz Carvalho Franceschini deu prazo de 3 dias, após a citação – que ainda não ocorreu – para o clube quitar a pendência, acrescida de novo prejuízo, 10% de multa, sob pena de penhora de bens, cinco dias após.

História de amor e ódio entre Sheik e a CBF

setembro 18, 2014

3fc11-emersonsheik

“CBF você é uma vergonha”, disse o botafoguense que ainda recebe salários do Corinthians, Emerson (Marcio) Sheik, após ser expulso da partida contra o Bahia.

Acertou, obviamente.

Mas, em vez de demonstração de irritação com possível ato de corrupção, a atitude do jogador, que nunca reclamou dos benefícios – ilícitos – que “erros” da entidade lhe ocasionaram, mais pareceu desabafo de quem se sentiu traído pelo amor doutrora.

Não se tem notícia de que Sheik tenha reclamado da CBF quando o departamento de registros da entidade deixou passar batido dois de seus registros de atletas, um com nome verdadeiro de “marcio”, outro, falso, de “Emerson”, que, com extrema cara de pau, passou a adotar após período na prisão por falsidade ideológica.

Atitudes definem Valdivia e Brunoro

setembro 18, 2014

Valdivia não merece colocar mais a camisa do PalmeirasO “Lobo” e as “organizadas”

Novamente coube ao chileno Valdivia prejudicar o Palmeiras, desta vez não ao ausentar-se do trabalho para frequentar conventos em busca da cura para suas constantes enfermidades, mas ao entrar em campo e ser expulso, com a irresponsabilidade de sempre, pisando covardemente num adversário.

É fato que o jogador ganha muito mais do que merece, e é exaltado por conquistas pífias, inexpressivas, dentro do clube.

Quem teve o prazer de torcer por São Marcos, Ademir da Guia, Dudu, Rivaldo e tantos outros não pode rebaixá-los ao equipará-los, em tratamento e idolatria, com esse tipo de gente.

Da mesma maneira, um clube com histórico de cartolas importantes, deveria dar-se o respeito e demitir sumariamente um José Carlos Brunoro qualquer, que além de fazer os negócios que faz, ocasionando graves prejuízos ao Verdão, teve a cara de pau de culpar o árbitro e defender a atitude do chileno de pisar no jogador do Flamengo.

Atitudes tão tacanhas, de jogador e dirigente, que fizeram o treinador Dorival Junior não se conter, e critica-los, em lúcida entrevista ao final da partida.

O Palmeiras tem que se nivelar por alto, antes que o terceiro rebaixamento chegue e recoloque-o no patamar essa gente merece, porém indigno de um clube com tanta tradição.

Convocação de Dunga é questionável

setembro 17, 2014

dunga

O treinador da Seleção Brasileira, Dunga, convocou o grupo de jogadores que disputará os amistosos contra Japão e Argentina.

A lista causa estranheza, entre outras coisas, pelo fato dos principais nomes do Cruzeiro terem sido lembrados, desfalcando o clube em momento determinante do campeonato, enquanto pelo São Paulo, que luta pelo título com os mineiros, Ganso, que vem fazendo o que quer com a bola, mais uma vez ficou de fora.

No gol, Jefferson e Rafael eram esperados.

Nas laterais, o retorno de Dodô, que nunca se firmou no Corinthians, é bem esquisito.

Seus empresários são Kia Joorabchian, Wagner Ribeiro, Severino (pai de Willian – também convocado) e André Campoy (conhecido “laranja” de Andres Sanches).

Surpreendente, também, o chamado de Mario Fernandez, ligado ao grupo do iraniano, por intermédio do agente Jorge Machado, mesmo rejeitando a Seleção Brasileira em convocação anterior.

Atitude inusual de Dunga, que costuma não perdoar os que tratam a Seleção com o tal “anti-patriotismo”.

Deve ter suas razões.

Danilo e Filipe Luiz eram nomes previstos.

Na zaga, nenhuma surpresa, apesar de que Gil, do Corinthians, e do agente Carlos Leite, não demonstra ter o nível de outros dois convocados, Miranda e David Luiz, além da promessa Marquinhos.

Do meio para frente, Luis Gustavo, Elias, Fernandinho (menos) e Ramires se equivalem, nivelando por baixo, Willian é “bonzinho”, Oscar, apesar de mediano, está entre os melhores do Brasil, enquanto Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Phillipe Coutinho (único diferenciado) tentam comprovar futebol e personalidade suficientes para estar na Seleção.

Neymar, indiscutível, e os discutíveis Robinho e Tardelli completam a relação.

Ao falar sobre Tite, Roberto “da Nova” Andrade tenta “fingir” que não trabalhou com Mario Gobbi

setembro 17, 2014

duilio sanches gobbi roberto

Nos últimos dias, por intermédio de notinhas cirurgicamente plantadas na imprensa, o ex-diretor de futebol do Corinthians, Roberto “da Nova” Andrade, vem indicando, explicitamente, o desejo de recontratar o treinador Tite, como promessa de campanha às eleições alvinegras.

Conta, obviamente, com um surto de amnésia geral no Parque São Jorge.

A intenção do dirigente é a de demonstrar distância da gestão Mario Gobbi, que bancou Mano Menezes, e vem sendo pessimamente avaliada pelo associado e torcedor alvinegro.

Um discurso tão verdadeiro quanto o do currículo de grande empresário do ramo de automóveis, atribuído ao dirigente.

“Da Nova” é dirigente do Corinthians desde a gestão Andres Sanches, portanto, também responsável pelos problemas financeiros do clube, ocupando o cargo mais importante depois da presidência, o de Diretor de Futebol, num departamento marcado por gastos desnecessários, abusivos, até, além de negócios absolutamente mal explicados, como as contratações de Alexandre Pato, Adriano, Defederico, etc.

Era diretor, também, no período da demissão do treinador Tite, e consequente troca pelo grupo do empresário Carlos Leite, sem que tivesse movido uma palha sequer para evitar a mudança.

Difícil, agora, tentar reverter com discursos o que os fatos desmentem com clareza.

Tite sequer tem o perfil para trabalhar com dirigentes, como “Da Nova”, acusados publicamente de “ladrões” por empresários de futebol, além de indiciados criminalmente por sonegação fiscal.

Seria descartado – se contratado fosse – na primeira curva, dando lugar a alguém mais afeito aos hábitos dos referidos cartolas.

Em Tempo: Roberto “da Nova” Andrade prometeu processar o empresário que o tratou como “Ladrão”, aos berros, perante dezenas de testemunhas, no “Fielzão”. A promessa nunca foi cumprida.

Gerente de escritório do Corinthians em Portugal é acusado, novamente, de agir a favor de esquemas

setembro 17, 2014

afonso-armonia

Recentemente o Corinthians abriu escritório em Portugal com o único objetivo de revender garotos da base e profissionais contratados para agradar empresários, que recebem salários do clube, mas sequer conhecem o Parque São jorge.

Ou seja, é a oficialização do “esquema”.

Para gerenciar o local, foi designado Afonso Armonia, ex-roupeiro do Palmeiras, que no Timão, pela habilidade em realizar ‘negóciatas” foi elevado ao cargo de diretor, vivendo agora na Europa às custas do dinheiro alvinegro, que, teoricamente, deveria estar em contenção de despesas.

O mais interessante é que em 99% dos casos, o Corinthians, quando possui percentual de algum dos atletas vendidos em Portugal, estes não ultrapassam 10 ou 20%, demonstrando bem quem são os beneficiados com a iniciativa.

Além disso, as notícias das operações sequer são divulgadas por aqui, tamanha a inexpressividade dos atletas levados ao mercado europeu, e também porque há negócios que se revelados deixariam muita gente em situação complicada.

Ou alguém duvida que se a coisa fosse séria o próprio clube seria responsável por municiar as redações de informações, fazendo marketing de si próprio ?

Voltando ao gerente, Afonso Armonia, durante seu período alocado na base alvinegra, foi dos dirigentes mais denunciados pelos pais de garotos, acusado de cobrar propinas, percentuais de jogadores e até obriga-los a assinar contrato com representante da DIS, hoje em parceria com outro intermediário.

Ontem, indignado ao ler uma de nossas matérias sobre o assunto, o leitor Rafael David fez questão de contar o que sabe sobre o assunto, esperando que providências sejam tomadas pelo clube:

“Eu tenho um primo que jogou no Corinthians de 2009 a 2013 e foi dispensado pelo FDP do Afonso.

Eu freqüentei a base do Corinthians por muito tempo e percebi que só fica por lá só quem e filho de conselheiro, filho de jornalista, filho de ex jogador ou quem tem empresario com influência na Diretoria.

Uma vergonha !

O meu primo se chama Lucas Neves, e não era filho de ex jogador, nem de conselheiro e nem tão pouco tinha empresário…”

WTorre e Mancha Verde atacam o Palmeiras

setembro 17, 2014

faixa mancha arena

Não poderia ser mais simbólica a união de ações entre a construtora WTORRE e a facção criminosa “Mancha Verde”, no intuíto de minar a gestão Paulo Nobre, no Palmeiras.

O presidente do clube, que, diga-se de passagem, apesar de errar em manter Brunoro no departamento de futebol, teve coragem suficiente para peitar o nocivo contrato da empresa com o Verdão, e, principalmente, varrer os “organizados” do Parque Antarctica.

Em represália, a WTORRE resolveu “bancar” a Mancha Verde.

Primeiro, em claro sinal de afrontamento, publicou foto da Arena Palestra com a imunda faixa da “organizada”, agora, permitirá aos marginais que gravem, dentro do estádio, sem cobrar aluguel, um DVD referente ao Carnaval 2015.

Paulo Nobre, como presidente do clube parceiro do empreendimento, deveria, se não proibir a ação, ao menos cobrar o aluguel pela utilização do local, mesmo sabedor de que o dinheiro, provavelmente, seria pago pela nova “mecenas” da facção.


%d blogueiros gostam disto: