Agressão, AVC… os bastidores das categorias de base do Santos fervem…

março 29, 2015

modesto roma

Recentemente, o gerente de futebol de Base do Santos, Paulo Mayeda, deu entrada em hospital da Baixada com grave quadro de AVC.

Enfermeiros e equipe médica, porém, estranharam um hematoma na região da cabeça do paciente, indicando possível agressão.

Na dúvida sobre o assunto, todos aguardaram pela recuperação de Mayeda, único que poderia esclarecer a questão.

E veio a informação, que já circula nos bastidores da Vila: o gerente da base posicionou-se contrário a uma transação de jogadores japoneses com o clube, realizada apenas com o intuíto de preencher os bolsos de dirigentes e intermediários.

Na sequencia, teria sido agredido, física e moralmente, por Ronaldo Cortez, que, além de assessor do Presidente Modesto Roma Junior, é também responsável pelas franquias do departamento amador do Peixe.

O episódio, que deve terminar nos Tribunais, teria sido a mola propulsora do referido AVC.

Mas, antes disso, até para que não pairem dúvidas sobre a conduta do mandatário do Peixe, os conselheiros do Santos aguardam pelo posicionamento de Roma Jr., não apenas sobre a agressão, mas também referente à estranha negociação.

Felicidade Sustentável – uma lição de vida!

março 29, 2015

felicidade sustentavel

Há quatro anos, a jornalista Chirles Oliveira, Mestre em Comunicação e Práticas de Consumo pela ESPM/SP, descobriu ser portadora de câncer e resolveu mudar alguns hábitos de sua vida.

Este jornalista a conheceu antes disso, em 2008, quando dela teve a oportunidade de ser aluno, na UNINOVE.

Chirles é uma profissional de extrema competência, dedicada, inteligente, de nível cultural acima da média, e, principalmente, generosa na arte de lecionar.

Da necessidade de alterar os costumes, além da paixão pelo tema “sustentabilidade”, a professora decidiu criar um blog bem interessante, o “Felicidade Sustentável”, que indicamos, sem medo de errar, no link abaixo:

http://www.felicidadesustentavel.com.br/

No referido espaço, o leitor encontrará dicas de consumo consciente, importantes para quem deseja levar uma vida mais saudável.

Vale a pena conferir, também, matéria da TV Cultura sobre Chirles Oliveira e seu “Felicidade Sustentável”.

Livro sobre ano histórico do Náutico tem prefácio de Muricy Ramalho

março 29, 2015

livro roberto

Dia 07 de abril, em comemoração aos 114 anos do Náutico, será lançado o livro “2001 – a Odisseia dos Afiltos”, escrito pelo poeta Roberto Vieira e seu parceiro Carlos Henrique Meneses.

A obra retrata o ano do centenário, considerado primordial para a recuperação do clube após os terríveis anos 90.

O prefácio, de emocionar, é do treinador Muricy Ramalho, inesquecível para o torcedor Timbu, e a orelha de Américo Pereira, conselheiro da equipe pernambucana.

A sessão de autógrafos acontecerá no TIMBUSHOP, em Recife, a partir das 19h, e é aberta ao público em geral.

WhatsApp do Blog do Paulinho (críticas, sugestões, denúncias, direito de resposta)

março 28, 2015

banner whatsapp

Contatos também por:

Email: paulinhonet@terra.com.br

Facebook do Blog do Paulinho: https://www.facebook.com/pages/Blog-do-Paulinho/137599319675250

Twitter: @blogdopaulinho

Edinho Silva (PT): de operador do “Caixa 2″ da campanha presidencial para o Ministério da Comunicação Social

março 28, 2015

nilza, edinho e andres 2

Após tentativa de ingressar no Ministério do Esporte, e ser vencido pelo jogo político do poder, o petista Edinho Silva conseguiu, enfim, ter o reconhecimento do árduo trabalho de imundice eleitoral realizado durante o último pleito presidencial, em que, como tesoureiro, ajudou a desviar verbas de “doações” destinadas a candidatos do partido para o “caixa 2″ de campanha da presidente Dilma Rousseff (PT).

Entre os ‘companheiros” facilitadores está o Deputado Federal Andres Sanches, ex-presidente do Corinthians.

O novo Ministro da Comunicação Social, empossado ontem, recebeu ajuda da chefe de gabinete de Dilma Rousseff, em São Paulo, Nilza Fiuza (amiga de Rosemary Noronha), para executar a referida tarefa.

A grana era enviada de empresas que poderiam ou não existir (as duas fontes eram bem vindas), para outras criadas em nomes de “laranjas”, que depois “contribuíam” para o “caixa” da presidente, operado por Edinho Silva, com a sobra sendo destinada aos mais diversos afazeres.

O novo Ministro terá a seu dispor, na Comunicação Social, verba de R$ 200 milhões (oficiais) até o final de 2015.

As provas, várias, podem ser conferidas em detalhes no link abaixo:

Despesas de campanha de Andres Sanches são desviadas para empresas fantasmas do PT e a uma “laranja” de 19 anos

EM TEMPO: na fotografia que ilustra a matéria: Andres Sanches, Nilza Fiuza e Edinho Silva

Independente, Aidar e as “laranjas” do São Paulo: protesto de asno deixa as orelhas para fora

março 28, 2015

orelhas-de-burro

Em meio à crise de resultados do futebol Tricolor, a facção criminosa Independente, formada por bandidos que se dizem torcedores do São Paulo, seguiu exatamente a cartilha revelada por este espaço, semanas atrás: servir de ressonância aos desejos de Carlos Miguel Aidar, presidente do clube.

Porém, a intelectualidade reduzida (do grupo), entregou o mandatário.

Ao enviar uma “lista de dispensas” pelo twitter, a Independente (que depende da esmola presidencial) listou diversos nomes, mas, um deles, digamos, foi “esquecido”:

Muricy, Ganso, Luis Fabiano, Ataide e Milton Cruz.

Nada de Aidar.

É o primeiro protesto da história do futebol em que o presidente do clube é poupado e apenas subalternos são citados em momento de crise.

image

 

Coluna do Fiori

março 28, 2015

fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

É melhor levar uma surra da sinceridade do que um abraço da falsidade.

Bianca Jantin

———————————————–

Paulistão 2015 Série A1

11ª Rodada – Sábado 21/03

Santos 1 x 0 Grêmio Osasco Audax Esporte Clube

Árbitro: José Cláudio Rocha Filho

Itens técnico/disciplinar

Aceitável

Domingo 22/03

Capivariano FC 2 x 3 Corinthians

Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima

Item Técnico/Disciplinar

Douglas, goleiro da equipe da casa, cometeu falta no instante que saiu da grande área e tocou a mão na bola; corretamente expulso

12ª Rodada – Quarta Feira 25/03

Palmeiras 3 x 0 São Paulo

Árbitro: Vinicius Furlan

Árbitro Assistente 01: Alex Ang Ribeiro

Árbitro Assistente 02: João Edilson de Andrade

Quarto Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza

Item Técnico/Disciplinar

Erro Principal:

Após ter sofrido cotovelada do atacante palmeirense DUDU em lance ocorrido próximo do meio campo, sob os olhares do árbitro

– reserva, o defensor são-paulino Toloi, sabedor que o árbitro principal, estava ao seu lado, foi atrás do palmeirense, revidando com

– chute rasteiro que derrubou o oponente, neste lance; sou convicto, que Vinicius Furlan viu, mesmo assim, deu seqüência ao jogo;

– por sorte, o árbitro reserva avisou e, de imediato, jogo paralisado, falta sinalizada e Toloi justamente expulso, no entanto, não

– entendi o pretexto do árbitro reserva não ter comunicado sobre a cotovelada desferida por Dudu; se o fez, o árbitro Vinicius Furlan

– errou e feio; se não o fez, a responsabilidade da não expulsão do palmeirense, deve debitada ao árbitro reserva

Acertou

Expulso corretamente Michel Bastos defensor são paulino por violento carrinho na tentativa de atingir um dos oponentes

Quinta Feira – 26/03

Corinthians 5 x 3 Penapolense

Árbitro: Adriano de Assis Miranda

Árbitro Assistente 01: Marco Antonio de Andrade Motta Junior

Árbitro Assistente 02: Maria Eliza Correia Barbosa

Quarto Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva

Item Técnico/Disciplinar

Conforme imagem da TV, observei que Emerson Sheik, atacante corintiano estava pouco a frente do penúltimo defensor da equipe

– visitante no instante que recebeu e dominou a pelota para marcar o terceiro tento corintiano

Em Tempo

Lance dificílimo para o assistente 01: Marco A. de Andrade M. Junior, ao mesmo tempo, fácil, para criticas de quem tem a sua

– frente o dispositivo televisivo e outras técnicas

Política

1

2

Chamando a crise pra dançar

Assim como fizera o vidente que preveniu o general Júlio César que os idos de março poderiam ser-lhe aziagos, não faltou quem aconselhasse mudança de atitude à presidente Dilma Rousseff para ela recuperar poder e prestígio antes de chegar um abril ainda pior. Segundo xeretas palacianos, seu inspirador, pai político e profeta de plantão Luiz Inácio Lula da Silva o fez aos berros. Ex-aliados, amigos de ocasião e adversários de sempre insistem na tese, mas ela faz “ouvidos de Mercadante”, no exato trocadilho do professor Cláudio Couto.

Dois membros recentes de seu novo primeiro escalão preferiram pular fora do bote furado antes que este fizesse água em plena seca. No documento “sigiloso” encaminhado a ela própria pelo secretário da Comunicação, Thomas Traumann, ficou patente a confissão do pior dos crimes para uma gestão que se jacta de servir a um real, embora debilitado, Estado Democrático de Direito: a mistureba rastaquera do que é de César com o que é de Deus, ou do diabo: o culto à personalidade, o interesse do partido e os cofres da Viúva. A confissão pode ter passado batida na leitura do documento pela destinatária, mas não dos pobres coitados da planície que bancam a farra, entre os quais o autor destas mal traçadas linhas. Ao contrário de Brutus, que César havia escolhido para sucessor, Traumann apunhalou-a à distância, sem dar à chefona sequer a oportunosa ensancha de parodiar Suetônio: “Até tu, Thomas?”. Foi para o exterior, à espera de ter a traição premiada com o doce abacaxi da assessoria de comunicação da Petrobrás arrombada.

Cid Gomes estrelou “Os 300 de Sobral” em palco de circo mambembe, mas não conta mais com a mão amiga dela. Chutou o balde da coalizão governista e enfiou a peixeira no presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mas fez sangrar a “presidenta” no lado oposto da Praça dos Três Poderes. Constatando a lorota da “Pátria Educadora”, preferiu bancar o Jânio Collor em 2018, esquecendo o malogro do mano Ciro em idêntica intentona.

Não se sabe ao certo se foi Cid que preferiu desertar do exército dos que combatem à sombra dos escudos inimigos ou se foi a “generala” que o defenestrou. Mas não há dúvida alguma de que, como nunca antes aconteceu na história deste país, o distinto público, que paga os vencimentos de todos os personagens desta tragicomédia bufa, ficou sabendo da demissão pela boca do presidente da Câmara, até então tido como desafeto. Como no Flamengo x Vasco do Maracanã no domingo, o goleiro Oliva, filho e irmão de briosos generais, rolou a bola no campo molhado para o ex-amigo de Garotinho bater a gol (como Alecsandro, artilheiro rubro-negro) e correr para a galera, com guarda-chuva e galocha.

Terá sido por isso que esta semana começou com a notícia de que parte do conselho dopadim Lula de Caetés será aceita e o Freddie Mercury da dupla com Pepe Legal Vargas ficaria no emprego, mas não seria mais o articulador político? Ainda é duvidoso que a surdez aos apelos de aliados da coalizão possa confinar o ministro ao gabinete na função de subcarimbador de colegas. Não é pouco! Mas para quem se acha capaz de repetir a experiência de Richelieu no Paranoá não deve ser muito agradável perder o poder de dar as cartas na barganha. O eventual roque de Mercadante no xadrez do Planalto, contudo, é lana caprina em comparação com a tarefa árdua que a chefona do governo tem de amansar a massa.

Com 84% dos entrevistados do Datafolha dizendo que acham que ela sabia da roubalheira na Petrobrás, resultando em só 13% de quem avalia seu governo de bom a ótimo, Dilma não terá vida fácil. Vai ser difícil evitar que a maior concentração popular com a camisa da seleção (e depois dos 7 a 1 da Alemanha!) da história nos idos de março seja superada pela que se reunirá de novo nas ruas das cidades brasileiras em 12 de abril. O sangue de Traumann, Cid e Mercadante não saciará a sede da massa.

Sem ter o diagnóstico certo do mal que assola sua gestão, Dilma apelou para o receituário de sempre, aconselhada por algum “assessor para assuntos aleatórios”. Disseram-lhe que o povo não tem foco, como se a miopia tivesse ido à rua, e não ficado, como ficou, no palácio. Miguel Rossetto, o porta-voz de uma alocução só e o mais breve de todos os tempos e em qualquer governo, disse que só protestou quem não votou nela – uma absurda agressão sofrida pela aritmética dos antigos egípicios. Pois se 62% dos entrevistados acham seu governo ruim ou péssimo, não há como algum eleitor de Dilma – com 51,64% dos votos válidos no segundo turno, segundo o Tribunal Superior Eleitoral – não estar frustrado com madame.

Para tirar de foco o “Fora Dilma”, o governo tenta vender a ideia de que este foi um breve contra a corrupção, uma queixa genérica. E, aí, ressurgiu a velha lorota do pacote de leis anticorrupção, medida a que ela já tinha apelado na resposta às manifestações populares de junho de 2013, na campanha eleitoral e no discurso da vitória. Mas o advogado Modesto Carvalhosa escreveu, em artigo publicado neste espaço anteontem, que o pacote requenta iniciativas legais da ditadura militar (artigo 350 do Código Eleitoral, de 1965) e do extinto ex-inimigo número um e atual aliado preferencial Fernando Collor (a Lei da Improbidade Administrativa, de 1992, vigente). Um prato feito indigesto!

Para recuperar o fôlego perdido Dilma deveria trocar seus traques juninos por bombas de hidrogênio políticas. Implodir a coalizão de apoio, reduzindo o Ministério de 39 para 13, número de seu Partido dos Trabalhadores (PT), cuja estrela perdeu o fulgor, pode ser uma cartada para, pelo menos, embaralhar o jogo. Outra seria nomear logo um ministro acima de qualquer suspeita para completar o Supremo Tribunal Federal. Não se safará se só se livrar da dupla aloprada Freddie Mercury e Pepe Legal. Mas esta não será uma má ideia para tentar escapar – melhor do que chamar a crise pra dançar!

Autor: José Nêumanne – Jornalista, poeta e escritor

———————————————————————–

Finalizando

“A corrupção na administração pública agora é organizada, quase partidarizada. Uma barbaridade inaceitável”.

Mario Covas

—————————————————————

Chega de Mentiras, de Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo,

Acorda Brasil

SP-28/03/2015

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.

Familia de Andres Sanches é intimada em processo que revelou crimes financeiros e golpes do deputado petista

março 27, 2015

andres-areia-mijada.jpg

Depois de longa batalha judicial, a ex-funcionária de Andres Sanches, Eliane Souza Cunha, conseguiu, por AR, intimar três membros da família “Sanches” (inclusive o deputado federal, Andres Sanches (PT)), além da contadora do “grupo”, Itaiara Pasotti, que obrigaram-na, sob intimidação, a servir de “laranja” para diversos crimes financeiros, além de golpes na praça.

Todos terão quinze dias para apresentar defesas preliminares.

As fraudes ocasionaram prejuízos a bancos e comerciantes que ultrapassam R$ 100 milhões.

Eliane pede indenização de R$ 3,5 milhões, após comprovar a participação dos “Sanches” nos golpes, em apuração da Receita Federal, entre danos morais e materiais (que incluem a perda do imóvel, único, que lhe servia de moradia).

intimação sanches

 

Resposta da ACEESP sobre extorsão do “Futebol Interior” revela baixo nível do Presidente

março 27, 2015

???????????????????????????????

Publicamos, ontem, mais uma denúncia de extorsão, dentre tantas, praticas pelo site “Futebol Interior”, de responsabilidade dos “jornalistas’ Arthur Eugênio Mathias, Elcio Paiola e Edgard Soares.

https://blogdopaulinho.wordpress.com/2015/03/26/com-a-conivencia-da-aceesp-site-futebol-interior-continua-extorquindo/

Demonstramos, ainda, a omissão da ACEESP, que em gestão anterior puniu os responsáveis pelo portal, mas agora não apenas credencia seus “profissionais”, mas permite, também, que disputem as “premiações” da entidade.

Conivência fundamental para dar sustentação à continuidade da referida prática delitiva.

Solicitamos, por email, explicações da ACEESP`, que se calou.

Porém, em resposta a internautas, o presidente Luis Ademar, comentarista da SPORTV, mentiu e demonstrou o baixíssimo nível que possui, absolutamente incompatível com a postura do gestor de um órgão que tem por função defender a profissão.

Dos trechos menos ofensivos, retiramos:

“O que a ACEESP, que expulsou o pessoal do Futebol Interior de seu quadro de associados, tem a ver com isso ?”

Além de faltar com a verdade, já que os expulsos pela entidade (pela gestão anterior) foram Paiola e Arthur, não Edgar (que escapou por não ter o nome no Contrato Social), muito menos o site (que continua sendo credenciado), Luis Ademar escancara despreparo, ao dissociar de uma entidade classista a obrigatoriedade de agir com firmeza contra desmandos e crimes cometidos por jornalistas esportivos.

“O problema é que as pessoas não sabem quem é esse Paulinho, também expulso do quadro da ACEESP, por difamar diversos diretores”.

O presidente da ACEESP mente, e expõe o nome da entidade às consequencias de seus delírios: o Paulinho nunca pertenceu aos quadros da ACEESP, portanto, é óbvia a impossibilidade de sua expulsão.

Quando muito, o Paulinho se credenciava, como ocorre com todos os não membros, para cobrir partidas nos estádios de São Paulo.

Não há, também, um diretor sequer da ACEESP que tenha comprovado, judicialmente, qualquer tipo de ‘difamação”.

Há outros termos utilizados no email por Ademar para se referir ao Paulinho, como “bandido”, típico da falta de argumentação e nível do referido dirigente.

Mas não é a primeira vez que, ainda no exercício do cargo, Luis Ademar demonstrou destempero ao lidar com críticas, de jornalistas e internautas.

Em 2011, ao ser questionado por Xico Malta, dono da web-rádio “Central 3″, sobre o porque a Globo não mostrava, em detalhes, os desmandos praticados na preparação do Brasil para sediar a Copa do Mundo, respondeu:

“Já falei muito a respeito. E não tenho satisfação a dar a você e nem a ninguém. Foda-se quem é contra a Globo. Eu sou a favor!”.

Para outros internautas, continuou:

“Sou deselegante com quem é imbecil e não sabe dialogar. Quem fica enchendo o saco tem que tomar no cu mesmo.”

Palmeiras: tratamento da lesão de Alan Patrick foi inovador

março 27, 2015

alan patrick

Logo no início de 2015, o jogador do Palmeiras, Alan Patrick, recém contratado, precisou passar por tratamento para curar lesão muscular que atingia sua coxa esquerda.

Sem alarde, o departamento médico do clube submeteu-o a uma revolucionária técnica de recuperação.

Patrick foi o primeiro jogador brasileiro a se tratar de problema muscular sem orientação de descanso, mas com ritmo intenso de movimentação.

A tese era a de que pelo sistema tradicional, a musculatura do atleta, sem ser trabalhada, perdia elementos importantes de “elasticidade” ou flexibilidade, podendo, em alguns casos, criar, em termo coloquial, cicatrizes que não mais seriam recuperadas.

No novo sistema, com resultado exitoso, o jogador retornou aos treinos com a mesma capacidade muscular que possuía antes da contusão.

Masters do Corinthians jogam em Poá, mas dinheiro continua sendo depositado na conta de Basílio

março 27, 2015

basilio 3

O site oficial do Corinthians, em publicação do Departamento Cultural, sob responsabilidade do diretor Donato “da erva”, convida o torcedor alvinegro a comparecer à cidade de Poá, para assistir a uma partida da equipe oficial de masters do clube contra uma seleção do referido município.

Diz ainda que estarão presentes diversos ex-atletas, entre os quais os comentaristas da BAND, Neto e Ronaldo Giovanelli (que, segundo o Estatuto alvinegro, na condição de conselheiros, não podem receber remuneração para tal).

Ocorre que o comunicado omite importante informação do associado alvinegro: a empresa contratada não é o Corinthians, mas, como ocorria desde a administração anterior, trata-se da José Roberto Basílio EPP, que receberá, por consequencia, e não o clube, o cachê (não revelado) da Prefeitura.

Uma prática, levando-se em consideração tratar-se de um serviço do clube (que teria que receber os recursos, contabiliza-los e depois repassá-los), até os dias atuais mal-explicada, sempre tendo o herói de 77 como protagonista principal.

basilio poá 2

basilio poá

Liminar anula PL que anistiava clubes. Kassab é acusado de fraude processual

março 27, 2015

lula kassab

Em 2012, o Ministério Público de São Paulo ingressou com Ação de Improbidade contra o ex-Prefeito da Capital, Gilberto Kassab, pela formulação da a PL 219/2012, que em seu texto estabelece:

“Condições específicas para as ocupações, permissões e concessões administrativas de uso de áreas municipais, pelos clubes esportivos sociais que especifica e autoriza a concessão administrativa de uso de áreas municipais, bem como dispõe sobre remissão de créditos e anistia de infrações”.

Os clubes listados como beneficiários são:

Portuguesa, Espéria, Circulo Militar, Juventus, Clube Esportivo da Penha, Corinthians, Ipê, São Paulo e Palmeiras.

Kassab solicita, ainda no texto da PL, que todos as referidas agremiações tenham direito a novas concessões e prorrogação das que estejam em vigor.

A Justiça acolheu o pleito do MP, suspendendo, liminarmente, todo e qualquer trâmite do Projeto de Lei até o final do julgamento da ação de Improbidade Administrativa que recai sobre o ex-Prefeito, assim como qualquer anexação doutra PL que por ventura possa ter o mesmo objetivo.

Foi intimado, também, o Presidente da Câmara, para tomar ciência da decisão e também Gilberto Kassab, que terá cinco dias para apresentar contestação.

Segundo o MP, a formulação da PL em si trata-se de ato criminoso do ex-prefeito, que já estava sendo julgado por irregularidade semelhante, e, por consequencia, tentava ludibriar, em fraude, não apenas a justiça, mas toda a população paulistana.

O prejuízo ocasionado aos cofres públicos pela ação de Kassab beira os R$ 9 milhões (a reparação, corrigida, já atinge R$ 13 milhões), suficientes para enquadra-lo em crime não apenas de improbidade administrativa, mas também de dano ao erário, com evidente descumprimento da legalidade, moralidade e eficiência.

CONFIRA ABAIXO TRECHO FINAL DA SENTENÇA JUDICIAL QUE ACUSA GILBERTO KASSAB E CANCELA A PL 219/2012

É o relatório do essencial. A questão posta é simples. Teria ou não o alcaide paulistano no curso da lide principal (ação civil de improbidade), logo após ser formalmente notificado judicialmente, inovado ilegalmente no estado de fato, remetendo para Câmara Municipal de São Paulo o Projeto de Lei 219/02, dispondo dentre outros assuntos sobre as condições específicas para as ocupações, permissões e concessões administrativas de uso de áreas municipais, pelos clubes esportivos sociais (Associação Portuguesa de Desportos, Clube Espéria, Círculo Militar de São Paulo, Clube Atlético Juventus, Clube Esportivo da Penha, Sport Club Corinthians Paulista, Ipê Clube, São Paulo Futebol Clube e Sociedade Esportiva Palmeiras), bem como sobre a remissão de créditos decorrentes de indenização pela utilização de áreas públicas municipais e anistia de infrações.

Caso afirmativa a resposta, sustenta o Ministério Público do Estado de São Paulo que o Prefeito Gilberto Kassab teria praticado fraude processual, passível de concessão de liminar em ação cautelar incidental de atentado. E, numa minuciosa análise das provas documentais produzidas até a presente fase cognitiva, está perfeitamente delineado que o referido projeto de lei padece de vício insanável na origem, uma vez que tal iniciativa do Prefeito Municipal pretende alterar artigo do Plano Diretor Estratégico, suprimindo prévia participação popular.

E, o que é pior, tudo com nítido objetivo de obter benefícios pessoais, livrando-se das penas da lei de improbidade administrativa, inclusive do pagamento da indenização calculada até o presente momento em R$ 13 milhões somente em relação à corré Associação Portuguesa de Desportos, sendo que a fraude também beneficia esse clube . A prognose aventada pelo autor da presente ação é perfeitamente factível: iminente aprovação do Projeto de Lei nº 219/12.

Com efeito, o referido projeto de lei tramita pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal de São Paulo desde 25 de maio de 2012, onde a base aliada ao Prefeito Kassab é maioria; 40% dos atuais vereadores não foram reeleitos na última eleição. Quanto aos pedidos de decreto do afastamento do Prefeito Gilberto Kassab do exercício de seu cargo e mandato; e o decreto da indisponibilidade dos bens do Prefeito Gilberto Kassab, inclusive contas bancárias e ativos financeiros, entende o Juízo que essas providências se revelam desnecessárias na atual fase processual. “In casu”, afigura-se razoável aguardar o desenvolvimento da instrução processual, pois os pedidos de concessão de medidas assecuratórias, como a de afastamento de cargo eletivo e de indisponibilidade de bens, por exemplo, podem ser reanalisados após a contestação.

Assim, presentes os requisitos do fumus boni juris e do periculum in mora, defiro a liminar, tão-somente, para determinar a suspensão do trâmite do Projeto de Lei nº 219/2012 até final julgamento da ação de improbidade administrativa, bem como a anexação de qualquer outro projeto de lei com o mesmo objeto, que trate total ou parcialmente do assunto, quer de iniciativa do Executivo, quer do Legislativo municipal. Para tanto, intime-se pessoalmente o Presidente da Câmara Municipal de São Paulo, para imediata adoção das providências cabíveis no sentido de cumprimento da presente decisão judicial, suspendendo a tramitação do Projeto de Lei nº 219/2012 no âmbito daquela Augusta Casa de Leis. Outrossim, cite-se o requerido Gilberto Kassab, no endereço acima indicado, para que apresente contestação, no prazo de 5 (cinco) dias, nos termos do art. 802 do CPC, conforme as peças que seguem. Cumpra-se, na forma e sob as penas da Lei, servindo esta decisão como manda.

Herança de LAOR: Santos pode perder CT “Meninos da Vila” para quitar dívida com a DIS

março 27, 2015

laor-careta.jpg

A 6ª Camara do TJ-SP, por três votos a zero, decidiu que o Santos “tomou de assalto”, em ação unilateral do então presidente Luis Álvaro de Oliveira, vulgo LAOR, percentuais de jogadores da empresa DIS, concedidos em acordo na gestão anterior, de Marcelo Teixeira.

O clube terá agora que quitar todas as pendências de transações envolvendo os atletas Ganso, Wesley, André, Carletto, Giovane, além doutros menos conhecidos.

A dívida é milionária, e deve ser calculada, em definitivo, nos próximos dias.

Em não conseguindo pagar (a DIS já rejeitou acordo de percentuais doutros atletas, alegando temer a nova regulamentação da FIFA, que impede agentes de serem proprietários de atletas), o Peixe terá que por a leilão o CT “Meninos da Vila”, perdendo patrimônio importante para sua subsistência.

Arena Palestra: estádio novo, hábitos antigos

março 26, 2015

arena 1

arena 2

Corinthians: não há pecado para quem pratica a imoralidade

março 26, 2015

Paulo Garcia e negão churumelas

Ontem à noite, dezenas de pessoas compareceram, em São Paulo, ao tradicional jantar da Confraria dos Churumelas, que apesar de “apolítica”, é formada basicamente por associados e conselheiros do Corinthians.

Em meio aos presentes, como de costume, diversas vertentes políticas do clube: situação, oposição, indefinidos e até excluídos, caso específico do ex-presidente Alberto Dualib.

Mas nada ocasionou mais repulsa, para quem escutou, do que as “construtivas’ conversas na mesa do dono da Kalunga, Paulo Garcia, que tinha entre os convidados gente do naipe de um Olivério Junior, assessor de Andres Sanches, Kia Joorabchian, etc.

Assuntos que, segundo testemunha, levariam pessoas minimamente decentes a sofrer de convulsão estomacal.

Para fechar a noite com “chave de ouro”, ou prensa banhada de sangue (os bem informados entenderão), Garcia posou, com dois de seus seguidores Antonio Rachid e Fran Papaiordanou, ao lado de André Negão, vice-presidente alvinegro, preso três vezes em flagrante por contravenção ligada ao Jogo de Bicho e Olivério Junior, tratado por muitos como excrescência do jornalismo.

O ex-bicheiro (?) publicou a fotografia em seu facebook, ironizando:

“Paulo Garcia será o arrecadador de doações para a campanha do ALO Presidente”.

Na verdade, o dono da Kalunga e o vice do Corinthians tentam minimizar, em deboche público, os encontros mantidos sem alarde, durante a semana (alertados por este espaço), em que acertou-se o financiamento de campanha para vereador de André Negão, com recursos da referida empresa.

De fato, não há pecado para quem tem, por hábito e formação, o gosto pela prática da imoralidade.

 

Paulo Garcia e dualib 2

Paulo Garcia e dualib 3

andre negão e fran

Paulo Garcia e dualib

EM TEMPO: a arrecadação do jantar, patrocinado por Paulo Garcia, foi destinada a um asilo que tem como patrono WALDIR COXINHA, acusado de falsificar Notas Fiscais, e delas retirar dinheiro dos cofres do Corinthians, na gestão Dualib. Ou seja…


%d blogueiros gostam disto: